O mundial de Futebol que se realizou no Brasil em 2014 esteve sempre envolto em grande polémica, não só pelo suposto desenvolvimento que traria para o país, como também pelos imensos rios de dinheiro gasto na construção dos estádios, milhões de euros num país onde existem graves problemas sociais. A construção dos estádios esteve sempre envolta em nuvens de corrupção, lavagens de dinheiro, constantes atrasos nas obras e até mortes de trabalhadores que trabalhavam nessas mesmas construções. Para além de todos os problemas, os resultados desportivos da selecção brasileira não foram os melhores. O Brasil ficou-se pelo quarto lugar da competição e foi humilhado nas meias-finais pela Alemanha por uns concludentes 7-1, o pior resultado obtido numa meia-final e ainda por cima a jogar em casa.

Publicidade
Publicidade

No jogo de apuramento dos 3º e 4º classificados, o Brasil sofreu mais três golos da Holanda.

Passados mais de seis meses do fim do Mundial, os estádios são agora os problemas que continuam a dominar a actualidade. Dois dos estádios que receberam jogos do Mundial foram colocados à venda. O Grupo OAS, que não vive tempos fáceis por dificuldades financeiras também causadas muito recentemente pelo escândalo da Petrobras, colocou à venda não só o Arena das Dunas (estádio que detém a 100%) como também a participação que tinha do estádio Arena Fonte Nova, situado em Salvador da Bahia. A venda destes 50% foi ainda mais forçada, visto que o Bahia, um dos principais clubes do Estado de Salvador, comunicou que não utilizará o estádio para realizar qualquer um dos seus jogos.

Publicidade

A empresa teve um custo total com estes dois estádios perto dos 300 milhões de euros, quase quatro vezes mais do que custou o palco que serviu para a final do Euro 2004, o Estádio da Luz. O Arena Fonte Nova foi palco do jogo de Portugal contra a Alemanha que ditou a derrota da Selecção Nacional por 4-0. Os estádios que serviram de palco para o Mundial de 2014 estão a servir mais para outros eventos, como concertos ou até eventos religiosos, que propriamente o #Futebol. Devido aos escândalos que se têm sucedido estes últimos tempos no Brasil, prevê-se que a polémica em volta destes estádios conheça novos episódios.