O Estádio do Dragão recebeu cerca de 50 mil adeptos para assistir ao duelo entre FC Porto e Bayern Munique, o jogo da primeira mão dos quartos de final da Champions. Mal tinha dado para aquecer e o FC Porto já tinha entrado ao ataque, marcando o primeiro golo logo aos 3 minutos, através de grande penalidade sobre Jackson Martinéz, que foi marcada por Quaresma. Esta penalidade do guarda-redes alemão foi muito contestada por parte dos adeptos portistas, pois Neuer só recebeu um cartão amarelo numa falta que teria sido para expulsão.

Os dragões mostraram-se claramente superiores em toda a partida, e Ricardo Quaresma voltou a ser o protagonista durante todo o jogo.

Publicidade
Publicidade

Apesar do FC Porto ter tido o controlo absoluto, os alemães ainda tentaram marcar um golo aos 9 minutos, mas Lewandowski acabou por cabecear por cima da baliza portista. Logo a seguir, o número 7 do Porto consegue passar por Neuer e marca o segundo para os dragões, num remate que deixa o alemão a ver a bola passar. Mas o Bayern de Munique aproveitou, aos 29 minutos, uma falha da defesa do Porto e Thiago Alcântara fez assim o primeiro e único golo do clube. Perante isto, ainda se pensou que o clube visitante pudesse dar a volta ao marcador, mas perto da metade da primeira parte o Bayern já não mostrava ser o clube a que habituou os seus adeptos, deixando-se ser completamente dominado pelo FC Porto. Ainda no final da primeira parte, Alex Sandro vê o cartão amarelo e fica assim excluído do jogo da segunda mão dos quartos-de-final já na próxima terça feira, dia 21 de Abril.

Publicidade

Aos 44 minutos, Casemiro ainda tenta o golo, mas a bola passa por cima da baliza, prometendo que o resultado final poderia ser outro.

Na segunda parte, o jogo começa sem mudanças de jogadores em ambas as equipas. Aos 48 minutos, Muller fez uma entrada perigosa sobre Casemiro, mas mesmo assim não viu o cartão amarelo. O FC Porto continuou a brilhar no Dragão, tendo um percentagem muito maior de posse de bola e de remates comparativamente com o Bayern Munique. Aos 57 minutos, Neuer fez uma defesa digna de um grande guarda-redes, evitando assim um remate que era golo certeiro. Mesmo contra um guarda-redes e um conjunto de jogadores de topo mundial, a equipa da invicta conseguiu fazer o terceiro golo aos 65 minutos, tendo o capitão Jackson Martinéz contornado o alemão e rematando com força, não dando hipótese à equipa do Bayern. Aos 84 minutos, Quaresma pede substituição por fadiga muscular entrando no seu lugar Evandro. O número 7 recebeu uma ovação por parte de todos os adeptos portistas. O Bayern ainda tenta pressionar no final do jogo, mas claramente o Porto conseguiu manter o resultado de 3-1, ganhando assim vantagem para o jogo no Estádio do Bayern Munique. #Futebol #F.C.Porto