Na chegada a Bagotá, na Colômbia, Diego Maradona afirmou que apoia o príncipe jordano Ali Bin Al Hussein na corrida pela presidência da FIFA e deixou um recado a Joseph Blatter: "Põe-te a andar." O antigo futebolista, que vai participar num jogo de apoio à paz naquele país, qualificou o suíço de "corrupto" e, ao seu jeito, referiu que "com Ali Bin Al Hussein teremos muitas hipóteses de dar um pontapé no traseiro de Blatter". O argentino, de 54 anos, deixa de lado Luís Figo, também ele candidato à presidência, e prefere apoiar o príncipe jordano que, segundo Maradona, "não precisa de roubar, porque tem muito dinheiro, nem de fazer o que faz Blatter, que se acha o todo-poderoso do #Futebol quando nunca deu um pontapé na bola".

Publicidade
Publicidade

Considerado o principal favorito à reeleição para um quinto mandato, Joseph Blatter terá de enfrentar o antigo futebolista português Luís Figo que, recentemente, revelou que não acredita que Joseph Blatter tenha o apoio de todas as Federações de África, contradizendo as declarações do Presidente da Confederação Africana, Issa Hayatou, que assumiu que toda a África votaria em Blatter. "Tenho certeza de que o Sr. Hayatou não falava em nome dos 54 membros da Confederação", disse.

O português acredita que as declarações proferidas por Issa Hayatou não tiveram um apoio visível. Para Figo, "existem muitos países que entendem e concordam com a necessidade de mudar para o melhor de todos, especialmente as associações nacionais". Luís Figo sublinhou que a sua candidatura pretende eliminar a atual atmosfera do futebol, protegendo sempre a liberdade e o futebol.

Publicidade

"O futebol deve ser sobre um jogo bonito e as pessoas devem ser capazes de expressar-se livremente e abertamente", rematou.

As eleições acontecem a 29 de maio, no segundo de dois dias de congresso da FIFA, a ter lugar em Zurique, na Suíça, e contam ainda com a candidatura do príncipe Ali Bin Al Hussein, atual vice-presidente do organismo, bem como Michael van Praag, líder da federação holandesa de futebol.