O sorteio da segunda fase do campeonato nacional de apuramento de campeão em #Futsal juvenis no escalão masculino decorreu ontem, dia 29 de Abril, em Lisboa. Quatro são os grupos compostos, cada um por quatro equipas, divididos por duas séries A e B, da Zona Norte, e C e D, da Zona Sul. O objetivo das dezasseis formações em competição é chegar à Final Four, que durará três dias, e onde vai ser disputado o título de campeão nacional de futsal juvenil. O sorteio ditou que esta fase tem início a 10 de Maio, do corrente ano, onde o destaque deste arranque vai para dois encontros - o Sporting que recebe o Marítimo e o Maia CA (Ponta Delgada) que recebe o UDC Sousel (Portalegre).

Publicidade
Publicidade

No que concerne à equipa de São Miguel, orientada por Rodrigo Macedo, ficou posicionada num grupo de difícil acesso à Final Four, já que depois de ter passado a primeira fase juntamente com o Sporting, o #Benfica surge agora no seu caminho (grupo). As restantes duas equipas que compõem este quarteto são o UDC Sousel de Portalegre, e o Gejupce de Portimão. Apesar de reconhecer as dificuldades acrescidas que a formação da Ilha de São Miguel vai encontrar pela frente, o treinador do Maia CA, Rodrigo Macedo, acredita no seu trabalho e humildade do seu conjunto.

O treinador afirmou que "Já estávamos à espera de cair no nosso grupo o Benfica. Se por um lado temos a consciência que será um encontro difícil, por outro lado, penso que será ótimo para os meus atletas, para o clube e para freguesia.

Publicidade

O Benfica apresenta um conjunto com 16 atletas com muito traquejo no futsal juvenil, e com outras condições de trabalho que não temos, mas nós quando partimos para o jogo é para vencer. Claro que reconheço sinceramente que é complicado levar de vencido este conjunto encarnado, que é um potencial candidato a campeão nacional, mas vamos lutar com dedicação e muita coesão e dar a alegria a atletas e simpatizantes do clube de poderem apreciar um desafio de outro patamar".

E o nosso interlocutor foi dizendo que o staff benfiquista apresenta uma estrutura diferente e bem constituída. Nada falta no grupo lisboeta, desde o material, recursos humanos até à equipa médica. "Mas não é isso que nos aflige, pois reconhecemos essa superioridade em recursos e estrutura. Mas nós com menos recursos, estamos a mostrar que nem só os recursos nos fazem chegar longe. Nós estamos nesta segunda fase do Nacional de futsal juvenis, pela união, humildade e muito sacrifício por parte de atletas e restante staff maiato".

Publicidade

Bom, uma coisa é certa, a freguesia da Maia, na Ilha de São Miguel, já se prepara para, no próximo dia 7 de Junho, receber e fazer uma grande festa à comitiva benfiquista. Antes, a primeira deslocação à Luz, está agendada para o dia 17 de Maio, relativa à segunda jornada. A terceira jornada contempla a visita a Portimão, por parte dos maiatos.

Em jeito de remate, o técnico maiato disse que "acredito que podemos complicar a vida de muita gente, mas aguentar os 40 minutos de jogo num ritmo alto é difícil para nós. Falo pois dos encarnados, mas vamos lutar para estar entre os melhores na Final Four..."