Zlatan Ibrahimovic ficou esta sexta-feira, dia 10, a conhecer o castigo imposto pela Comissão de Disciplina da Liga Francesa de #Futebol (LFP). Quatro jogos de suspensão, é esta a punição dada ao avançado do Paris Saint-Germain. Na base desta sanção estão as declarações do sueco, no mês passado, em que criticou a actuação do árbitro usando expressões consideradas insultuosas contra a França. Avançado reagiu de imediato num misto de raiva e ironia, afirmando que o castigo "prova" as suas afirmações. Craque diz ainda que ficava mais feliz se o castigo fosse até Junho, assim "ia já de férias".

Também o emblema parisiense considerou de insana a pena de quatro jogos aplicada à sua máxima estrela: "O clube deplora por completo a injustiça que Zlatan Ibrahimovic está a ser alvo.

Publicidade
Publicidade

É um jogador que tem contribuído para expandir a imagem do futebol francês em todo o Mundo", disse em comunicado o PSG. Logo de seguida foi o próprio sueco que reagiu ao castigo de que foi alvo. O goleador fez uso da ironia para dar a conhecer a sua raiva: "Estou contente com esta sanção porque assim é uma prova do que eu disse. Agora todos podem ver a farsa e a situação nada profissional que tomou conta do futebol. É uma vergonha". Em declarações proferidas nas redes sociais, Ibrahimovic disse ainda que ao ser castigado mais valia que fosse até Junho: "Tinha ficado mais contente se a suspensão durasse até ao fim da temporada, assim entrava já em período de férias", disse de forma irónica.

Recordamos que na base deste castigo estão as declarações do jogador sueco após a partida frente ao Toulouse, a 15 de Março, em que Ibrahimovic criticou a arbitragem afirmando que "em 15 anos de futebol nunca tinha visto nada assim".

Publicidade

No entanto, o mais grave e polémico aconteceu quando o avançado disse que "este país [França] de m… não merece o PSG". A Comissão de Disciplina da Liga Francesa de Futebol considerou insultuosas as palavras do melhor jogador dos parisienses, que agora vai falhar os duelos com Nice, Lille, Metz e Nantes para a Ligue1, indo, no entanto, entrar em campo este sábado na final da Taça da Liga frente ao Bastia.