Jackson Martínez é o protagonista da próxima transferência do FC Porto, o que fica reforçado depois da excelente exibição realizada frente ao Bayern Munique. Torna-se, assim, cada vez mais impossível segurar o avançado. O goleador colombiano, que cumpre a terceira época nos dragões, tem cláusula de rescisão avaliada em 35 milhões de euros e dificilmente sairá por um valor mais baixo, porque o FC Porto tem bastantes pretendentes e ampla margem negocial.

Contudo, a verba a negociar pode ser diferente se, por exemplo, Radamel Falcao servir como "moeda de troca" entre dragões e Manchester United. Mesmo que o valor desça, o negócio nunca deixará de ser milionário, uma vez que, neste caso, Falcao é um futebolista altamente valioso financeiramente e, claro, a nível desportivo.

Publicidade
Publicidade

Curiosamente, Jackson Martínez entrou no FC Porto como sucessor do compatriota e, agora, o caminho inverso pode acontecer.

Jackson Martínez tem sido sucessivamente associado a diversos clubes europeus, além dos "red devils", como Barcelona, Arsenal, Valencia, Liverpool, Chelsea e Nápoles, entre muitas outras equipas do Velho Continente.

Nos dragões, Martínez pode garantir a melhor época de sempre como goleador. Ostenta já 27 golos, em 35 jogos, apesar da paragem por lesão, estando a apenas dois remates certeiros do registo da temporada passada. Contudo, em 2013/2014 precisou de disputar 51 jogos para conseguir um registo semelhante ao desta época, ao nível da finalização. Na primeira época, ou seja em 2012/2013, assinou 31 remates certeiros, em 49 desafios disputados.

Champions no Horizonte

A conquista da Liga dos Campeões é um sonho que, agora, ganha mais consistência no horizonte de Jackson Martínez, depois da vitória ante o Bayern Munique, por 3-1.

Publicidade

Igualmente na mira está o título na I Liga de Portugal, num momento em que o FC Porto ocupa o segundo lugar, a três pontos do Benfica, primeiro classificado.

Sucessores à vista

Com a saída de Jackson Martínez, há, além de Falcao, sucessores que lutam pelo lugar de ponta-de-lança, não só internamente, como Aboubakar e Gonçalo Paciência, como se perfila o ingresso de Bueno, avançado que representa o Rayo Vallecano. #Futebol #F.C.Porto