É um dos grandes defesas centrais da última década do #Futebol francês, mas vive agora um dos momentos mais difíceis da carreira. Souleymane Diawara, actual jogador do Nice, foi preso na passada quarta-feira, dia 8, juntamente com o irmão e outros três homens. O antigo jogador do Marselha está detido preventivamente acusado de cumplicidade num caso de extorsão e violência. Em causa está um episódio em que fez refém um homem que o tinha enganado na venda de um automóvel. Advogado está a tentar garantir liberdade em breve.

Segundo noticia o diário La Provence, o acontecimento remonta a dois anos e meio atrás quando Souleymane Diawara pagou 50 mil euros por um carro que nunca acabou por ver.

Publicidade
Publicidade

No entanto, algum tempo depois o vendedor "recompensou" o jogador dando-lhe finalmente um carro, que afinal era roubado. Envolvido numa burla, o internacional pelo Senegal decidiu fazer justiça pelas próprias mãos, pedindo ajuda ao irmão que chamou outros quatro cúmplices para "apertar" com o vendedor. Segundo a acusação, Diawara e seus cúmplices fizeram refém o homem que foi também agredido.

Agora que caiu na praça pública, o caso está a gerar surpresa em França. Apesar do advogado de Diawara ter negado todas as acusações que o seu cliente a está a ser alvo, os dados parecem demasiado claros, o defesa central terá mesmo estado envolvido neste #Crime. De referir ainda estão em causa cerca de 50 mil euros, valor que terá sido furtado ao vendedor de automóveis. Para já o senegalês mantém-se em prisão preventiva juntamente com os restantes cúmplices, havendo ainda um outro elemento que continua a ser procurado, não se sabendo quando ou se o internacional senegalês irá sair em liberdade.

Publicidade

Bi-campeão francês é esteio da defesa do Nice

Depois de cinco anos com as cores do Marselha, Souleymane Diawara assinou esta temporada pelo Nice. Com 36 anos, o central tem sido um dos pilares da defesa do emblema gaulês, onde o brasileiro Carlos Eduardo, emprestado pelo FC Porto, tem brilhado. Com 13 jogos como titular entre a Ligue 1 e a Taça da Liga esta temporada, Diawara já festejou por duas vezes o título de campeão em França, em 2008/2009 pelo Bordéus e na época seguinte pelo Marselha. Agora tem contrato até ao fim da época, mas probabilidades de jogar este fim de semana são reduzidas.