O Barcelona viu hoje o Real Madrid aproximar-se na tabela classificativa depois de ter empatado no terreno do Sevilha por 2-2. A equipa Catalã chegou a estar a ganhar o jogo por 2-0 mas permitiu a igualdade já perto do fim da partida. Com este resultado, e após a vitória do Real Madrid hoje por 3-0 em casa frente ao Eibar, o Barcelona fica na frente do campeonato somente com dois pontos de avanço sobre o eterno rival, mas mesmo assim só depende de si próprio para ganhar a Liga Espanhola esta época.

O Sevilha, equipa onde actuam os Portugueses Beto, Daniel Carriço, Diogo Figueiras e o Luso-francês Kevin Gameiro, viu-se a perder aos 15 minutos da primeira parte através de um golo do inevitável Lionel Messi, que aproveitou da melhor forma o passe de Neymar.

Publicidade
Publicidade

O mesmo Neymar viria a aumentar a vantagem dos Catalães para 2-0 à passagem do minuto 31. Quando se poderia imaginar mais uma vitória tranquila para o Barcelona, o Sevilha decidiu aparecer, e sete minutos depois, aos 38 minutos, Banega reduz para 2-1 e "agarra" o Sevilha ao jogo. Na segunda parte o jogo foi tendo ataques perigosos de parte a parte, mas quem foi mais eficaz foi o Sevilha, que aos 84 minutos empatou a partida por intermédio de Kevin Gameiro e não permitiu qualquer reacção por parte do Barcelona.

A equipa de Luis Enrique acabou por desiludir, visto que os críticos apontavam que, em caso de vitória, o título muito dificilmente fugiria ao Barcelona. Os catalães vão agora apontar baterias para o embate contra o PSG a contar para a Champions League, sendo que na próxima jornada do campeonato também não terão um jogo fácil em casa.

Publicidade

O Barcelona recebe o Valência, de Nuno Espírito Santo, que tudo está a fazer para garantir um lugar que dê acesso à mais alta-roda do #Futebol europeu.

Destacar ainda no final desta notícia a vitória tranquila do Real Madrid por 3-0 e o jeito que a despenalização de #Cristiano Ronaldo deu para este jogo. O Português voltou a ser decisivo, ao apontar o primeiro golo do jogo num livre, o que já não acontecia há algum tempo.