O presidente do Sampdoria, Massimo Ferrero, comentou, esta terça-feira, o mau momento de Mario Balotelli no Liverpool. Sem papas na língua, Massimo Ferrero admite que ficaria contente se o avançado ingressasse no Sampdoria. No entanto, a vida do avançado italiano iria mudar, segundo o presidente do clube italiano. Para começar, Mario Balotelli ia ser alimentado a "pão e água" e em vez de ter um Ferrari, teria um Bianchina (pequeno carro típico de Itália).

Apesar de tudo, Massimo Ferrero via com bons olhos a chegada do italiano ao Sampdoria. Se o avançado italiano falhasse um golo, ninguém o ia criticar, sendo que seria muito feliz no clube.

Publicidade
Publicidade

São estas as duas garantias dadas pelo presidente do Sampdoria, caso o avançado se mudasse para o seu país natal. Recorde-se que, em Itália, o avançado já conta com passagens por Lumezzane, Inter de Milão e AC Milan.

Mario Balotelli irreconhecível no Liverpool

O avançado do Liverpool tem feito, até ao momento, uma época irreconhecível. A jogar em Inglaterra, pela segunda vez na carreira (depois da passagem de três épocas no Manchester City), Mário Balotelli parece que perdeu os caminhos para a baliza. Em 25 jogos, só marcou quatro golos. Para um avançado, são números já de si maus, e para Mario Balotelli, grande contratação do Liverpool, para a presente época, são quase catastróficos.

Olhando para a classificação da primeira liga inglesa, não se pode apresentar a culpa do Liverpool ser pouco produtivo.

Publicidade

É, neste momento, o sexto melhor ataque da prova, com 47 golos. Desses 47 golos, Mario Balotelli marcou simplesmente um. No entanto, pesquisando sobre a primeira época de Mario Balotelli em Inglaterra, em 2010/2011, ao serviço do Manchester City, constata-se que o avançado marcou 10 golos em 28 jogos. Aliás, das três épocas no Manchester City, a pior foi mesmo a primeira. Depois, marcou 17 golos em 32 jogos, na segunda época, e 15 golos em 33 encontros, na derradeira temporada.

Veremos, contudo, se Mario Balotelli consegue, pelo menos, chegar ao seu pior registo, quando, em 2007/2008, na primeira época, enquanto sénior, no Inter de Milão, só marcou sete golos. Neste momento, o facto é que faltam três golos para chegar aos tais sete tentos. #Futebol