O mítico Phil Jackson, que recentemente se tornou no chefe de operações - General Manager (GM) - dos New York Knicks, não está a ter um ano de estreia feliz nas suas novas funções. Reconhecido pelos 11 anéis de campeão (e mais 2 como jogador) que o tornaram no treinador mais titulado na história da NBA, Jackson aceitou assumir esta época a administração dos Knicks, mas os resultados não têm sido os esperados: a equipa de #Basquetebol tem neste momento o pior score da temporada (14-60), o que significa que os playoff deste ano já eram, mas também o pior registo da história do franchise. Ameaçam ainda tornar-se na equipa com o pior registo da história depois da pausa do fim-de-semana do All-Star Game.

Publicidade
Publicidade

Perante estes resultados, Phil Jackson decidiu enviar uma carta (acompanhada por um vídeo) aos adeptos detentores de lugar anual no Madison Square Garden, pedindo que o seu apoio não esmoreça e prometendo melhorias para a próxima temporada. Nesta mensagem, que serviu sobretudo como uma manobra para convencer os fãs a revalidarem os lugares cativos para a próxima época, Jackson começa por admitir o óbvio: dentro do campo, a equipa tem passado por muitas dificuldades. O chefe dos Knicks chama a si as culpas pela época desastrada, assegurando ainda assim aos adeptos que toda a estrutura está a trabalhar fora do court para que a equipa possa voltar ao "mais alto nível competitivo".

Espaço livre na folha salarial e boas perspectivas para o draft

Com a hipótese de sucesso nesta época completamente arredada, e numa altura em que o calendário dos Knicks só contempla mais 8 jogos, Phil Jackson virou-se para a próxima temporada, prometendo melhorias imediatas já em 2015/2016.

Publicidade

Durante a presente época, os Knicks aliviaram bastante a sua folha salarial para a próxima temporada, com as saídas de jogadores como Amar'e Stoudemire, JR Smith e Iman Shumpert, e têm à disposição 25 milhões de dólares para chamar novos talentos para o seu plantel. Além desta flexibilidade de orçamento, espera-se também o regresso em pleno de Carmelo Anthony, estrela maior da equipa, que este ano só completou 40 jogos.

E na NBA nem sempre é mau ficar em último. Como Jackson relembrou, esta é a primeira vez em alguns anos em que os Knicks têm boas hipóteses de conseguir uma das primeiras posições no draft do próximo mês de Junho. Refira-se que é comum que algumas equipas tentem fazer o pior possível numa temporada, o chamado "tanking", para assim aumentarem as possibilidades de conseguir agarrar os melhores rookies do grupo do ano seguinte - o que não parece ter sido o caso.