Após 7 anos de sucesso, Jurgen Klopp anunciou esta semana que vai sair do Borussia de Dortmund no final desta época. A imprensa já aponta 4 fortes candidatos para o seu lugar: Thomas Tuchel (ex treinador do Mainz, curiosamente o clube que Klopp representou antes de chegar a Dortmund), Lucien Favre (que orienta o Borussia Moenchangladbach), Paul Lambert (antigo técnico do Aston Villa) e Paulo Sousa (atual treinador dos suíços do Basileia).

Para além dos resultados positivos que tem obtido em Basileia, Paulo Sousa reúne ainda outras vantagens: Conhece muito bem a mentalidade do Dortmund, estando ligado à página de ouro do clube.

Publicidade
Publicidade

Como jogador, Paulo Sousa representou o clube entre 1996-1998, e venceu uma Liga dos Campeões . Para além de todos estes fatores, o ex jogador foi um dos elementos mais importantes para garantir o sucesso do Dortmund naquela época. Características, estas, que se aplicam também a Paul Lambert.

Recorde-se que Paulo Sousa jogou também na Juventus, Inter de Milão, Parma, Benfica, Sporting, Espanyol e Panathinaikos. Enquanto treinador, orientou a seleção portuguesa sub-16 (2005-2008), seguindo-se depois passagens mal sucedidas pelo 2ª liga inglesa (Queens Park Rangers, 2008-2009, Swansea City, 2009-2010, e Leicester City, 2010), pelo Videoton da Hungria (2011-2013, venceu uma Taça em 2011), Hapoel Telavive (2013/2014, foi campeão nacional) e esta época chegou ao Basileia (prepara-se para ser campeão suíço, vai jogar a final da Taça da Suíça, atingiu os oitavos de final da Liga dos Campeões eliminando o Liverpool e foi eliminado pelo FC Porto).

Publicidade

Na televisão suíça, Marco Streller, jogador do Basileia disse que Paulo Sousa merece ser considerado como hipótese para suceder a Klopp: "Estava a estranhar por que razão o seu nome ainda não tinha sido apontado ao Dortmund. É um grande profissional, um treinador que faz muitas coisas bem feitas". Apesar de não estar no topo das prioridades, Jorge Jesus também já foi apontado por alguma imprensa como uma hipótese (pouco provável). Para ocupar uma eventual saída do técnico do Benfica, existem já adeptos que desejam o que parece ser impossível: Jurgen Klopp.

Um elemento da direção do Dortmund, Hans Joachim Watzke, ao jornal Osthessen afirmou, porém, que o próximo treinador deve ser alemão: «Não sei quem será o novo treinador e mesmo que soubesse não contava. Provavelmente não será da segunda divisão, mas deverá ser alemão».

Rui Patrício no Dortmund?

O jornal 'O Jogo' revela que dentro de campo pode existir em breve um português em Dortmund. O internacional português guarda-redes do Sporting é desejado para substituir Roman Weidenfeller. O Liverpool também está na corrida. Os "Leões" aceitam negociar a partir dos 15 milhões. #Futebol