É oficial e definitivo, o Rally de Portugal vai realizar-se a Norte entre os dias 21 e 24 de maio deste ano. A prova foi apresentada esta quarta-feira, dia 8 de abril, e conta com o apoio de várias entidades, entre elas a Câmara Municipal de Matosinhos. É na Exponor que vai estar instalada toda a plataforma de apoio aos participantes, patrocinadores e comunicação social. As partidas e chegadas das etapas vão também realizar-se a partir daquele local. A prova vai ter "350 km de emoções" e conta para o Campeonato do Mundo de Ralis, revelou a organização.

O Rally de Portugal terá "uma extensão total de 1529 km, dos quais mais de 354 km competitivos, distribuídos por 16 provas de classificação", revelou a organização através da página oficial da prova.

Publicidade
Publicidade

O Rally de Portugal realizava-se na região do Algarve há vários anos, registando uma verdadeira romaria de portugueses, do Norte e do Centro, e também de espanhóis para a zona, durante a realização das corridas. Há já algum tempo que as autarquias e as entidades ligadas ao turismo reclamavam o regresso do rali à região Norte.

A organização estima que desde 2007 o Rally de Portugal tenha trazido ao país cerca de 600 milhões de euros, podendo ser o evento desportivo mais mediático desde o Euro 2004. Os portugueses sempre vibraram com esta prova que durante anos a fio se realizou no Norte e no Centro do país. Para além do público português, milhares de espanhóis, fãs do desporto automóvel, vinham de férias para Portugal para assistir à prova, sobretudo vindos da Galiza. Por pertencer ao Campeonato do Mundo de Ralis, o Rally de Portugal leva o nome e as paisagens portuguesas além fronteiras, representado uma mais valia para o turismo.

Publicidade

A segurança dos espectadores é outro factor muito importante a ter em conta e, por isso, vão ser previamente divulgadas as zonas espectáculo onde todos poderão assistir ao rali em segurança. A organização não quer ver pessoas no meio da estrada, como há alguns anos, nem em zonas que podem representar perigo para o desenrolar da prova, causando acidentes, como em outros tempos. A organização revela que "a presença de espectadores em zonas não previstas para o efeito poderá ter como consequência imediata a anulação da classificativa". Deste modo, vai ser lançada uma campanha mostrando quais são as zonas espectáculo, que vão estar assinaladas a verde.

Os amantes do rali podem começar a preparar a bagagem, mas sempre com sentido de responsabilidade. As etapas a contar para o Mundial de Ralis vão passar por Lousada, Ponte de Lima, Viana do Castelo, Caminha, Baião, Fridão, Marão, Fafe e Vieira do Minho. O programa oficial da prova já está disponível para consulta no site oficial do Rally de Portugal 2015.