Marc Coy posicionou-se para bater a grande penalidade. André Girão, seguro na baliza encarou o adversário e defendeu. Este foi o momento que sagrou a equipa verde e branca como vencedora da taça CERS.

A taça CERS é a segunda competição mais importante da Confederação Europeia de Hóquei em Patins, depois da Liga Europeia (que o #Sporting venceu em 1977). Uma espécie de Liga Europa do hóquei, mas não menos prestigiante. Na meia-final, a equipa lusitana havia batido os catalães do Igualada, anfitriões do torneio, por 3-2, após prolongamento e o Reus por sua vez tinha eliminado o Óquei de Barcelos por 6-1. O Sporting, que já tinha vencido a competição em 1984, repetiu a façanha ao derrotar a equipa de Tarragona na final.

O tempo regulamentar terminou com um empate a dois golos. O primeiro do jogo surgiu por intermédio de Tiago Losna, que marcou com um tento madrugador. Contudo Marc Coy na segunda parte bisou e deu a volta ao marcador. Seria João Pinto a levar o jogo a prolongamento, marcando na recarga, após um portentoso remate de Daniel Oliveira.


No prolongamento não houve golos, apenas faltas atrás de faltas, com a equipa portuguesa a surgir mais agressiva. Por fim, tudo se resumia aos penalties. André Girão foi o herói, defendendo três cobranças dos jogadores adversários.

O presidente dos leões, Bruno de Carvalho, ressalvou a conquista afirmando que "este é o Sporting que ambicionamos" e acrescentou "Queremos mais em todas as modalidades". O Sporting, que sexta-feira perdeu nas meias-finais da UEFA Futsal Cup, frente ao Barcelona, recebe assim mais um troféu para o seu palmarés.

Esta é mais uma conquista para o hóquei nacional, onde Portugal continua a conseguir manter-se como uma potência europeia. No próximo dia 2 de Maio é a vez do Porto defrontar o CP Vic em Bassano, na Final Four da Liga Europeia.

Reus (5 inicial): Roger Molina (gr); Xavier Rubio, Xavier Costa, Matias Platero e Marc Coy

Suplentes: Luís Velasco (gr); Marc Vazquez, Joan Salvat e Marc Olle

Treinador: Alejandro Dominguez

Sporting (5 inicial): André Girão (gr); Ricardo Figueira, André Moreira, Tiago Losna e João Pinto

Suplentes: Zé Diogo Macedo (gr), André Pimenta, Nico Fernandez, Daniel Oliveira e Carlos Martins

Treinador: Nuno Lopes #Entretenimento #Selecção