F.C. Porto e Marítimo vão disputar hoje a segunda meia-final da Taça da Liga. Dragões e Insulares procuram um lugar na final, onde já está o Benfica, e assim ter uma oportunidade de juntar mais um título ao currículo dos respectivos clubes. Estas duas equipas nunca venceram a competição e, apesar de esta ser vista por vezes como pouco importante, o objectivo da vitória é comum aos dois emblemas.

O F.C. Porto já esteve presente em duas finais desta competição mas acabou por perdê-las. A primeira frente ao Benfica, em 2010 por 3-0, final que foi disputada no Estádio do Algarve; e a segunda frente ao Sporting de Braga, em 2013, numa final que foi disputada no Estádio Cidade de Coimbra.

Publicidade
Publicidade

O Marítimo procura a sua primeira final na sua também primeira meia-final da história nesta competição. Além disso, na memória dos insulares está a recente vitória que conquistaram frente ao F.C. Porto para a Liga NOS.

Esta é uma competição onde normalmente os clubes utilizam jogadores que não jogam tanto no campeonato ou na competições internacionais, mas dada a fase adiantada da prova prevê-se que as duas equipas usem as suas principais armas. O F.C. Porto viu-se "privado" de alguns jogadores importantes na preparação desta partida devido aos vários compromissos das Selecções Nacionais e ainda não pode contar com o seu principal goleador Jackson Martínez. Por causa dos compromissos das Selecções, Brahimi e Martins Indi chegaram em cima do dia do jogo e não devem ser opções a titular para Lopetegui.

Publicidade

Mesmo assim, o treinador espanhol tem armas poderosas para atacar o jogo, tais como Tello, Quaresma ou Casemiro, Óliver (que regressa de lesão).

Do lado do Marítimo chegou tardiamente Danilo Pereira, que jogou por Portugal na derrota frente a Cabo Verde por 2-0. Mesmo tendo só actuado trinta minutos, o jogador português teve pouco menos de 48 horas de descanso e foi determinante na vitória que o Marítimo conquistou para o campeonato frente ao F.C. Porto. Os adeptos do #Futebol em geral estão à espera de um grande jogo e caso não haja um vencedor nos 90 minutos o jogo decide-se automaticamente através do desempate por grandes penalidades. #F.C.Porto