Responsável pelas águias Vitória e Gloriosa, as famosas aves de rapina que se lançam do topo da Estádio da Luz rumo ao emblema do Benfica antes do apito inicial dos jogos de futebol, é agora piloto de ralis. André Rodrigues é o famoso falcoeiro benfiquista que "vai voar" ao volante de um Citroen DS3 R1 e pelas cores do Sport Lisboa e #Benfica. Habituado a treinar e ver as águias a "toda velocidade" no estádio, o jovem falcoeiro de 25 anos decidiu experimentar, em Barcelos, a sensação de conduzir um Mitsubishi Lancer Evo VI em competição. Sem asas, mas com cavalos e pneus, o "bichinho" do rali acentuou-se, pois o jovem desde há uns anos que olha para a modalidade automobilística com paixão.

Com o surgimento da competição nacional monomarca, a "Challenge DS3 R1", André Rodrigues vestiu as cores do Sport Lisboa e Benfica e lançou-se na competição.

Publicidade
Publicidade

Logo na primeira prova, disputada na cidade berço, o Rally de Guimarães, o falcoeiro ficou no pódio, conquistando o terceiro lugar.

"Foi um sonho tornado realidade. Já tinha tido alguma experiência de competição ao nível dos karts, mas isto é diferente", diz André Rodrigues. O agora atleta do Benfica para ralis vê no Challenge um oportunidade para a estreia no mundo dos ralis e, como a águias Vitória e Gloriosa, conseguir outros voos.

"Não vou pensar neste primeiro ano em resultados. Quero absorver bem esta experiência, aprender tudo sobre esta modalidade e depois, aí sim, noutros desafios, conseguir o maior número de vitórias ao volante de um carro de ralis", frisa o agora também piloto benfiquista, que tem como navegador o experiente Hugo Magalhães.

A próxima prova do piloto de ralis do Sport Lisboa e Benfica é em Castelo Branco, terra, curiosamente, do Benfica de Castelo Branco.

Publicidade

"Espero que corra bem. Em Guimarães tive alguns problemas, mas foi uma prova positiva. Vamos ver agora", refere André Rodrigues. A prova, a segunda de um campeonato que tem seis etapas, está marcada para os dias 24 e 25 de abril.

Depois de Paulo Gonçalves nas motos, é a vez de André Rodrigues mostrar o que vale "sem asas". #Automobilismo