Ferimento de bala ou faca, acidente de automóvel, choque elétrico, queda de uma grande altura são alguns exemplos de causas de lesão da medula espinal, um problema que afeta mais de três milhões de pessoas em todo o mundo. No dia 3 de Maio, acontece a segunda edição da 'Wings for Life World Run', onde os atletas vão correr por quem não pode. Em menos de um mês, milhares de atletas em todo o mundo irão correr em 35 localizações de 33 países espalhados por seis continentes, enfrentando diferentes condições meteorológicas, horários e altitudes. Em Portugal a partida será no Porto (Palácio de Cristal), seguindo por Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Espinho, Murtosa, Ovar e com chegada em Aveiro.

Publicidade
Publicidade

Como funciona a única corrida Global e simultânea da história

A corrida não terá a tradicional linha de meta; em vez disso os atletas serão acompanhados por um Carro Meta, que arranca meia hora depois da partida. Quando o atleta é apanhado pelo carro meta significa que a sua corrida terminou, e isto acontecerá até ao ponto em que se encontrem na estrada apenas um homem e uma mulher em todo o mundo. Estes serão coroados Campeões Globais e terão como prémio uma viagem à volta do mundo para duas pessoas. Já os Campeões Nacionais da 'Wings for Life World Run' serão o último homem e a última mulher a serem alcançados no percurso português, e terão uma viagem à cidade escolhida para correr em 2016.

A 'Wings for Life World Run' representa o primeiro empreendimento mundial para apoiar a missão da fundação 'Wings for Life'.

Publicidade

Esta fundação nasceu em 2004 e tem como objetivo encontrar a cura para as lesões da medula espinal. Toda a dedicação tem sido concentrada no financiamento de projetos de investigação, procurando não apenas a cura definitiva, mas também formas de melhorar a qualidade de vida dos doentes. O comité científico da fundação está convicto de que é uma questão de tempo para obterem a desejada cura, e já está em curso os primeiros ensaios clínicos baseados no estímulo peridural.

E além da corrida para cadeiras de rodas, esta segunda edição contará com a chance de correr em equipa. Os atletas poderão correr na equipa de Pedro Fernandes, Blaya, Sara Moreira, Tiago Pires, Hugo Pinheiro, Ruben Faria e outras celebridades. As inscrições podem ser feitas no website oficial da Wings for Life World Run (versão portuguesa). O dinheiro angariado em cada país será revertido para a fundação beneficiente 'Wings for Life'. #Entretenimento