O combate já foi há quase seis dias, mas Floyd Mayweather e Manny Pacquiao continuam a fazer rolar muita tinta. Tudo porque o pugilista filipino não avisou que estava lesionado, tendo combatido o norte-americano limitado com um problema no ombro direito. Após vencer o duelo do século, Mayweather não gostou de saber que o oponente o enfrentou com claras dificuldades físicas que obrigaram mesmo Pacquiao a ser operado logo de seguida. Com quase 12 meses de paragem, uma revanche estava já a ser preparada, mas o americano recusou: "Já não quero voltar a lutar com ele, é um cobarde".

Depois de ter aceite, num primeiro momento, a possibilidade de voltar a entrar em ringue com Pacquiao, o vencedor do combate do século voltou com a palavra atrás e deu uma nega ao filipino.

Publicidade
Publicidade

Sem esconder as razões deste "marcha atrás", Mayweather não gostou que Manny Paccquiao tivesse usado a lesão no ombro como justificação para a sua derrota em Las Vegas. Na opinião do norte-americano, este comportamento só demonstra que o adversário não sabe lidar com a derrota: "Disse que queria voltar a lutar contra ele, mas mudei de opinião. Agora já não quero porque ele [Pacquiao] é um perdedor ressentido e um cobarde. No #Boxe, se perdes, tens de aceitar a derrota e no final dizer 'Foste melhor boxeur'", afirmou Mayweather ao programa Showtime. O norte-americano vai mesmo mais longe e considera que ao longo de todo o combate não "sentiu" Pacquiao limitado fisicamente: "Não vi que estivesse lesionado. Em nenhum momento percebi que se estava a queixar. Até penso que esteve num grande nível.

Publicidade

As duas mãos foram bastante rápidas e fortes, não se notou absolutamente nada durante o combate".

Pacquiao pode ser suspenso por esconder lesão e pendurar as luvas

Já em casa a recuperar da operação a que teve de ser sujeito ao ombro direito, muitas são as questões que agora se colocam em cima de Manny Pacquiao. Confirmada a paragem de cerca de um ano, o filipino corre o sério risco de ter de responder a um processo de inquérito para averiguar se o lutador escondeu da organização a sua lesão. Caso se confirme este cenário, o fim da carreira pode ser antecipado com um pesado castigo.