O combate do século é já esta madrugada e promete parar o Planeta. No entanto, nas Filipinas, país de Manny Pacquiao, a “loucura” promete atingir níveis ainda mais elevados. Com a expectativa a crescer a cada minuto, o receio que não haja capacidade na rede eléctrica local para aguentar tantos electrodomésticos ligados já levou a que fosse lançado um apelo nacional. Assim, para que todos os filipinos possam ver sem cortes o grande combate entre Pacquiao e Mayweather, foi pedido que apenas estejam ligadas as televisões e as ventoinhas. Na Província de Palawan, onde os problemas com energia são recorrentes, até os hotéis concordaram desligar-se da rede eléctrica, usando os seus geradores.

Publicidade
Publicidade

Nem ar condicionado, nem máquinas de lavar e muito menos frigoríficos, tudo estará desligado na hora do combate de #Boxe entre Pacquiao e Mayweather: “Se é para vermos a luta do nosso Pacquiao, então vamos fazer esse esforço e deixamos apenas ligadas as ventoinhas e as televisões”, disse, em jeito de repto nacional, Rante Ramos, secretário da Cooperativa Eléctrica de Palawan. O receio de que haja um número muito grande de televisões ligadas no momento do combate levou as autoridades filipinas a tomarem esta decisão de lançar o apelo nacional. Num “movimento” quase nacionalista, unidades hoteleiras e centros comerciais concordaram de imediato em seguir as orientações e vão desligar todos os seus electrodomésticos à rede eléctrica nacional, fazendo uso dos respectivos geradores de forma a não sobrecarregar os canais “normais” de abastecimento de energia.

Publicidade

A expectativa é indesmentível nas Filipinas, vivendo-se mesmo um clima quase comparável ao que se passou em Portugal durante o Euro’2004, com toda a população a unir-se em torno do herói nacional Pacquiao. “Esperámos tanto tempo por este combate que agora com o tempo a escassear o nervosismo é cada vez maior”, afirmou Rante Ramos. Naquele que é o combate do século, com muitos milhões de dólares em jogo, na terra de Manny Pacquiao tudo vai parar, literalmente, para que seja possível as televisões funcionarem no momento do duelo no MGM Grand Arena em Las Vegas.