Mais uma tragédia num campo de #Futebol com a morte de um jogador. Cristian Gómez, lateral direito do Atlético Paraná, equipa da segunda divisão do campeonato argentino de futebol profissional, caiu inanimado sozinho quando decorria o minuto 31 da primeira parte. Apesar dos meios de socorro terem revertido a situação, Cristian Gómez, de 27 anos, morreu a caminho do hospital.


O lateral da equipa do Atlético Paraná tinha acabado de fazer um centro perigoso num ataque pela "sua" faixa. Sem ninguém por perto, caiu no chão completamente desamparado. Rapidamente, e face à reação dos colegas de equipa e dos adversários, o Boca Unidos se percebeu que algo de muito grave se passava.


Os médicos das duas equipas entraram em campo e começaram várias manobras para reverter a situação. Ao longo de quatro minutos Cristian foi assistido e, pelas imagens e comentários de quem relatava, este terá voltado a ter consciência. No entanto, e depois de ter sido retirado do campo (o Boca Unidos jogava em casa), Cristian Gómez foi transportado da ambulância para um hospital situado na província de Corrientes, mas veio a falecer pelo caminho e foi declarado óbito no hospital. O jogo, no qual Boca vencia por 1-0, foi suspenso e não mais voltou a reatar.

Segundo caso na Argentina num espaço de nove dias

Este foi o segundo caso, num espaço de nove dias, de morte nos relvados em campeonatos na Argentina. Emanuel Ortega, 21 anos, morreu depois de embater com a cabeça num muro, num lance disputado durante um jogo da quarta divisão na Argentina, no Estádio Francisco Bago, na partida entre San Martín de Burzaco e Juventud Unida.


Ortega corria em direção à bola quando sofreu uma carga "corpo a corpo", levando ao desequilíbrio do jogador do San Martín de Burzaco. O atleta embateu com a cabeça no muro. Este ficou em coma, depois de ter sido sujeito a uma cirurgia à dupla fratura do crânio. Acabou por morrer esta quinta-feira, dia 21. A situação chocou a Argentina e os campeonatos da categoria estiveram suspensos.

Atleta de voleibol morre aos 17 anos

Neste fim-de-semana, e, desta feita em Portugal, no concelho de Vila do Conde, o Ginásio Clube Vilacondense vestiu de luto depois da morte de uma atleta, de 17 anos, que joga voleibol com as cores do clube. Neste caso, Ana Luísa faleceu em casa vítima de ataque fulminante.

Veja o vídeo no final desta página