A Associação Artística de Avanca venceu por 29-18 os lisboetas do SL #Benfica "B" e garantiu assim matematicamente a subida de divisão. Ao intervalo a formação da AA Avanca já vencia por quatro golos de vantagem (13-9), para o marcador final assinalar uma vantagem significativa sobre a jovem formação lisboeta, de onze golos de diferença. Na equipa da AA Avanca o melhor marcador foi o jovem internacional português pelas camadas jovens, Diogo Oliveira, com seis golos, enquanto na equipa do SL Benfica "B" destacou-se o também ainda muito jovem Alexandre Cavalcanti com cinco golos. Com este resultado, a equipa do AA Avanca garantiu a ascensão ao Campeonato Fidelidade #Andebol 1 na próxima temporada, regressando ao escalão máximo do andebol português.

A formação do Andebol Clube de Fafe também saiu vitoriosa do seu confronto frente ao Atlético Clube Sismaria, ao vencer perante uma assistência de mais de meio milhar de adeptos, os leirienses. O AC Fafe ao intervalo já tinha construído o resultado ao colocar-se a vencer por uns contundentes dez golos de diferença (17-7), para no fim dos sessenta minutos o resultado ser de 30-19 favoráveis à equipa minhota. Nos fafenses demarcou-se como melhor marcador o "veterano" Armando Pinto com cinco golos, ao passo que no AC Sismaria, João Neves com seis golos evidenciou-se dos restantes colegas.

A 9.ª jornada completou-se com o jogo entre o Boa Hora FC / ROFF e o Arsenal Clube da Devesa. Este foi o único jogo da jornada em que se registou equilíbrio no resultado até ao final, saindo vitoriosa a equipa lisboeta. Foi um jogo disputado até ao fim dos sessenta minutos, quando ao intervalo os brancarenses lideravam o marcador por quatro golos de vantagem (10/14). Mas no fim do jogo foi a formação da casa que saiu vitoriosa do confronto conquistando, assim, a segunda vitória nesta fase final por um golo de vantagem (28-27). Na equipa do Boa Hora FC destacaram-se, com sete golos cada um, o jovem António Cabaça e Pedro Costa, enquanto que na formação de Braga, André Azevedo "faturou" por nove vezes.

Com esta conjugação de resultados, o AA Avanca garantiu a subida de divisão e necessita agora que a formação do AC Fafe tenha um resultado negativo, na sua deslocação a Lisboa e ainda de vencer em Braga, para se poder sagrar campeã nacional. Por outro lado a formação fafense dificilmente irá perder a oportunidade de se sagrar novamente campeã nacional, pois irá ter pela frente a formação mais frágil desta fase final.