Grande parte das modalidades já encerraram as suas competições e repete-se o nome do vencedor: #Benfica. #Futebol, #Basquetebol, hóquei em patins, voleibol, atletismo, futsal e até snooker contribuíram com inúmeros troféus para o Museu Cosme Damião. As atenções viram-se, agora, para a final do campeonato nacional de futsal que se começará a disputar no próximo fim de semana, frente ao Sporting.

As conquistas do futebol foram o argumento maior para as celebrações dos benfiquistas, que voltaram a fazer uma enorme festa no Marquês de Pombal e um pouco por todo o mundo. Com a Supertaça, o Campeonato da I Liga e a Taça da Liga, o Benfica retomou o primeiro posto como o clube com mais títulos do futebol português, ultrapassando o FC Porto. Chegadas as férias, as preocupações voltam-se para as novelas relacionadas com a continuidade de Jorge Jesus e com a renovação de Maxi Pereira, enquanto vão surgindo nomes de reforços e perspectivas de vendas milionárias.

A equipa de basquetebol, comandada pelo mítico Carlos Lisboa, conseguiu o pleno, vencendo as cinco provas do calendário oficial nacional: Supertaça, Campeonato Nacional, Taça de Portugal, Taça da Liga (Troféu Hugo dos Santos) e Troféu António Pratas. O domínio absoluto a nível nacional e o regresso às competições internacionais demonstram que, apesar da política de redução de custos, a aposta em jovens da formação pode resultar em sucesso desportivo, politica seguida pelas outras modalidades.

Recuperar o título nacional foi o grande objectivo da equipa de hóquei em patins, depois de ver o Valongo erguer o troféu na temporada anterior. Os comandados de Pedro Nunes começaram por vencer a Supertaça e partiram para uma época sem derrotas nas competições nacionais, conquistando também o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal. O ponto negativo da temporada foi a eliminação da Liga Europeia frente ao FC Porto (desaire compensado pela equipa feminina que se sagrou campeã europeia).

O "eterno" Prof. José Jardim (mais de 30 anos no clube) guiou o voleibol ao "triplete" arrecadando a Supertaça, a Taça de Portugal e o Campeonato Nacional. Os tricampeões nacionais conseguiram, ainda, um feito inédito para o voleibol português ao atingir a final da Taça Challenge, no entanto, não conseguiram impor-se aos sérvios do Vojvodina.

A equipa de futsal, treinada por Joel Rocha, ainda procura ganhar o Campeonato Nacional frente ao Sporting. Com um percurso sem derrotas, os encarnados apresentam-se como favoritos à reconquista do título, ganho pelos leões nas últimas duas épocas. Garantida a vitória na Taça de Portugal frente ao Fundão, os benfiquistas esperam suplantar o eterno rival, conquistando mais uma "dobradinha".

O atletismo, durante muitos anos dominado pelo Sporting, é agora liderado pelo Benfica e os títulos vão-se somando. Os Campeonatos nacionais de Pista Coberta (masc.), de Corta-mato (masc. e fem.) e Estrada (masc. e fem.) engrossam o palmarés do clube que mantém aposta forte no projecto olímpico.

Apesar de pouco divulgado, cabe destacar o título de bicampeão de Snooker que relança a Secção de Bilhar na senda do êxito. O andebol, no entanto, foi a única modalidade colectiva que não logrou conquistas, apesar da boa campanha europeia que quase guiou a equipa à final da Taça Challenge, eliminado na meia-final pelo vencedor.

Os benfiquistas estão em êxtase e vão transformando os atletas das várias modalidades em verdadeiras estrelas, fruto, em grande parte, das transmissões que a BTV vai apresentando para além do futebol.