Fernando Mussongo, nascido na capital de Angola, Luanda e de apenas 18 anos, reside atualmente na Suíça. O atleta joga #Basquetebol no Lugano Tigers, com presenças assíduas nas equipas de sub 21 e sub 23. O jovem, com dupla nacionalidade Angolana e Suíça, tem 1.95 cm e foi considerado um dos melhores jogadores do campeonato da Suíça. Fernando Mussongo figura entre os melhores jogadores a atuar no campeonato da Suíça. De apenas 18 anos, encontra-se na lista dos melhores jogadores da prova e, no final desta edição, foi eleito o quinto melhor jogador da temporada 2014/2015 a alinhar na prova.

Fernando Mussongo continua no Lugano Tigers

Numa breve conversa, após a confirmação da sua renovação por mais uma temporada com o clube helvético, o jovem angolano, nascido em 20 de Maio de 1996, residente na Suíça há vários anos, começou por falar-nos desta temporada que foi de grande sucesso para o seu clube, Lugano Tigers.

Publicidade
Publicidade

"Foi uma grande temporada desportiva, o Lugano Tigers venceu o campeonato de sub 23, só com vitórias em dezoito jogos efectuados no campeonato. O segundo classificado Grasshopper ficou a dez pontos de distância, numa época desportiva muito boa".

Em relação à próxima temporada, vai continuar no clube?

"Já existe acordo para continuar no Lugano Tigers, por mais uma temporada. Desde 2011, sou jogador do clube, é onde me sinto muito bem, pois o clube tem excelentes condições para os jogadores, e isso deixa-me satisfeito. Tenho muitos amigos no clube, que me ajudaram desde o dia em que cheguei, para que a minha integração fosse a melhor e por tudo isso só poderia continuar."

Longe de Angola, mantém contacto com as suas raízes?

"Mantenho contacto com a minha família e amigos. Tenho alguns primos em Angola.

Publicidade

Falam-me do nosso país e da sua evolução que tem conseguido nos últimos anos, e que está em grande crescimento económico, o que acaba por trazer melhorias a todo o povo."

Equaciona jogar em Angola, mais tarde?

"Naturalmente que não sabemos o nosso futuro, e um dia mais tarde, quem sabe o meu futuro."