É um dos encontros mais aguardados em Londres. O preferido do público, Andy Murray, vai encontrar-se com o favorito de todos os tempos, Roger Federer, numa partida que vale o passaporte para a final. Os dois tenistas vão reeditar a grande final de 2012 já nesta sexta-feira, numa meia-final que promete espectáculo. Na tarde desta quarta-feira, Murray e Federer somaram vitórias confortáveis nos quartos-de-final. Também Novak Djokovic seguiu para as meias-finais, onde encontra o surpreendente Richard Gasquet, que afastou o favorito Stan Wawrinka num duelo épico.

A quarta-feira da segunda semana de Wimbledon foi dedicada ao quadro masculino.

Publicidade
Publicidade

Sem presença das senhoras, não faltou beleza no All England Club (as bancadas também ajudaram), com os quatro magníficos da actualidade em acção nos courts londrinos a tentarem o apuramento para as meias-finais. Murray frente ao canadiano Vasek Pospisil e Federer perante o francês Gilles Simon, foram os primeiros a entrar em campo. E, sem surpresas, foi o acarinhado suíço o primeiro a sair de campo depois de somar mais uma excelente vitória. O sete vezes campeão de Wimbledon está em grande forma e não denuncia os 33 anos que só os documentos de identidade fazem prevalecer.

O maior campeão de sempre de etapas do Grand Slam disse estar bem preparado para atacar Wimbledon, e, para já, vai provando que sim também em court. Andy Murray também somou uma vitória confortável em três sets para confirmar presença na meia-final frente a Federer.

Publicidade

Em 2012, os dois tenistas enfrentaram-se na final, com a vitória a sorrir ao helvético.

Nos outros encontros dos quartos-de-final, Novak Djokovic teve mais facilidades do que na véspera. Depois de sofrer para afastar (em cinco sets) o sul-africano Kevin Anderson, o número um mundial teve mais facilidades na vitória perante o croata Marin Cilic. O sérvio marcou encontro com Richard Gasquet, que afastou o campeão de Roland Garros, Stan Wawrinka, em cinco partidas.

Mas nem só pelo #Ténis ficou marcada a excitante jornada. Nas bancadas estiveram muitos famosos a dar apoio, sobretudo a Andy Murray. O escocês defende as cores da casa e recebeu o carinho de muitas estrelas. Os duques de Cambridge, Kate e William, fizeram-se notar, mas também o ex-príncipe do futebol britânico, David Beckham, acompanhado pelo filho Romeo.

Também a bonita cantora Ellie Goulding esteve presente, entre alguns actores consagrados de Hollywood. Além disso, marcaram presença ainda Josh Hartnett com a companheira Tamsin Egerton, Tom Hiddleston e o galã Bradley Cooper, que se sentou ao lado de Mirka Federer, para apoiar o maestro suíço.