Esta é a segunda parte da entrevista com André Sobreiro, atleta de paraciclismo, Bicampeão Nacional de Contra-Relógio Individual e Campeão Nacional de Fundo. Na primeira parte da entrevista o atleta  confessou o porquê de ter escolhido a modalidade de paraciclismo em detrimento de outra modalidade. Falou sobre sentimento de ser campeão nacional e como obteve esse desiderato. Nesta segunda parte o atleta lacobrigense responde a questões relacionadas com o seu sonho e como se tem preparado para as várias provas em que participa. Diz-nos quais as provas em que pensa participar para conquistar pontos para o ranking mundial na sua categoria. A finalizar descreve-nos o sentimento que sente por tantas pessoas o seguirem na página oficial "Para realizar um sonho".

Publicidade
Publicidade

O que é preciso para concretizar o sonho de participar numa competição como as Paralímpiadas, a realizar no próximo ano, no Brasil?

Acima de tudo, muito apoio financeiro para cobrir as despesas em deslocações e estadia nas corridas internacionais pontuáveis para o ranking, uma vez que, para qualificar, tenho de alcançar a maior pontuação possível nas corridas Internacionais C1, tendo de ficar, no mínimo, no top 10 da minha categoria (H4). Daí ser muito importante participar no maior número de competições Internacionais pontuáveis para o ranking mundial. Sendo também importante que a Federação Portuguesa de #Ciclismo e Comité Paralímpico de Portugal dêem oportunidade a que os atletas se juntem ao projeto Paralímpico e assim poderei não só receber um subsídio mensal, que ajudará nas despesas diárias, pois estou desempregado, como também ter oportunidade de representar a Seleção Nacional nas Taças do Mundo.

Publicidade

Como é feita, de uma forma genérica, a sua preparação para as competições que tem vindo a disputar?

Numa forma geral, tenho sido eu a desenvolver os treinos, uma vez que alguns técnicos (que fazem medições dos níveis de lactato) falharam ao compromisso e deixaram de responder às minhas chamadas e e-mails! No entanto, o pouco que aprendi tem sido posto em prática e, felizmente, as coisas têm resultado. Não como desejaria, pois sinto que tenho muita margem para evoluir. Mas vou progredindo positivamente, passo a passo. Também tem sido muito importante a ajuda que tenho tido dos técnicos do Lagos Em Forma, quando faço gym, bem como de um naturopata que me tem orientado na alimentação.

"Sinto-me capacitado para ficar nos cinco primeiros"

Em que provas irá participar e quais são os objectivos a atingir?

Infelizmente o dinheiro manda no meu futuro, ou seja, só poderei determinar as próximas competições se tiver ajudas nas deslocações e estadia, pelo que pretendo ir ao Para-cycling European Cup Prague e a Para-Cycling European Cup Belgrade,ambas pontuáveis para o ranking mundial. O objectivo é ficar nos dez primeiros classificados, mas também sinto-me bem capacitado para ficar nos cinco primeiros da minha classe.

Publicidade

A página de facebook "Para Realizar um Sonho" já conta com mais de 3 mil gostos. Como é sentir o carinho da parte de quem, mesmo que simbolicamente, põe o seu gosto na página?

Penso que é importante, não só como atleta mas também como ser humano, sentir que existem pessoas que olham para nós e conseguem ver mais que um paraplégico, uma pessoa que vive diariamente com alegria e determinação em alcançar um sonho. Por muito longe que esteja, irei lutar, até ser possível, para o alcançar.