Depois de tantas vitórias no Troféu Sprint AMAK, Gil Freitas e Duarte Miranda carimbaram, anteontem, dia 26 de Setembro, o seu primeiro triunfo no Campeonato de Ralis da Madeira, desta feita no ZOOM TRAP Rali. A dupla do Team RIM – Remax Elite inicicou o segundo dia de competição a vencer Faial 1 e Cidade de Santana 1 e aproveitou da melhor forma a desistência de Alexandre Camacho, o até então líder, no decorrer da segunda passagem pela especial Faial, para cimentar o primeiro posto até ao final da prova organizada pelo Clube Automobilístico 100 à Hora da Madeira. Freitas terminou com uma vantagem de 1 minuto, 9 segundos e 5 décimas em relação a Filipe Pires.

Publicidade
Publicidade

Acompanhado por Vasco Mendonça, o piloto da Pires Competições não teve a sorte do seu lado no início do dia de sábado, com a mecânica do Mitsubishi Lancer EVO X a dar-lhe alguns problemas. Todavia, a questão foi ultrapassada na segunda ronda da prova faialense, conseguindo assim assegurar a segunda posição final e o título de vice-campeão regional. Se houver a realização do Rali Porto Santo Line, o seu navegador poderá garantir igualmente o vice-campeonato no que a navegadores absoluto diz respeito.

No terceiro posto surge Duarte Ramos, que ainda tentou contrariar o forte andamento de Filipe Pires, contudo tal não foi possível, tendo o piloto do Mitsubishi Lancer IX terminado no último lugar do pódio acompanhado pelo seu irmão Luís Ramos. Rui Conceição levou o Ford Escort Cosworth RS à quarta posição, fruto da sua consistência ao longo de toda a prova.

Publicidade

O quinto lugar ficou para Américo Gouveia que demonstrou um rápido andamento com o seu Mitsubishi Lancer EVO X, porém o turbo da viatura japonesa acabou por trair a dupla do TRAP Rally Team na derradeira especial de classificação ao acabar por ceder, fazendo com que se arrastassem ao longo dos 12,51 km de Faial 3. Na sexta posição surge Ricardo Gonçalves, navegado por Artur França, que cumpriu na íntegra os objectivos propostos para a prova do Clube Automobilístico 100 à Hora da Madeira, que passam por acumular o máximo de quilómetros a bordo do Citroën C2, tendo-se seguido Isabel Ramos, que demonstrou condicionantes a nível físico daí que o sétimo lugar à geral foi o resultado possível. 

Oitavo posto para Paulo Nunes, que começou o dia de sábado da pior maneira pelo facto de o Citroën Saxo não querer partir para o segundo e último dia de competição tendo sido obrigado a parar à saída do parque de assistências de modo a solucionar os problemas sentidos. Com esta situação, o veloz e exuberante piloto de Machico realizou uma prova de trás para a frente, demonstrando que quando a viatura francesa colabora os “cronos” surgem. Seguiram-se Vasco Silva e Filipe Bettencourt a fechar o «top-ten», com o primeiro a tornar-se campeão regional das viaturas sem homologação, cilindrada acima dos 1400cc, com o “velhinho” Peugeot 205 GTI.

Publicidade

Na ZOOM – DMACK Yaris Cup, Pedro Diogo voltou às vitórias depois da desistência na prova transata.

Resta apenas aguardar a confirmação da anulação da edição 2015 do Rali Porto Santo Line, que deverá surgir oficialmente durante esta semana, o que faz com que o ZOOM TRAP Rali tenha sido a última prova deste presente ano do Campeonato de Ralis da Madeira. #Automobilismo