João Sousa voltou a marcar o seu nome na história do #Ténis português ao assegurar a presença pela primeira vez de um português nos quartos-de-final do quadro de pares do US Open. No último torneio do Grand Slam da temporada, o português a jogar ao lado de Leonard Mayer bateu o britânico Colin Fleming e o filipino Treat Huey pelos parciais 6-4, 3-6 e 6-3. Na próxima ronda a dupla irá enfrentar uma de duas duplas americanas, Steve Johnson e Sam Querrey ou Michael Russel e Donald Young.

Depois de se ter tornado no melhor português de sempre no ranking ATP, quando atingiu o 35.º lugar em Julho de 2014, João Sousa junta agora ao seu palmarés o melhor resultado de sempre de um português no quadro de pares do US Open.

Publicidade
Publicidade

Este feito iguala no entanto o resultado alcançado por Nuno Marques no Open da Austrália em 2000. Caso se qualifique para as meias-finais Sousa alcançará o melhor resultado de sempre de um português num Grand Slam.

De acordo com o jornal Record, João Sousa e Leonard Mayer precisaram de 1 hora e 49 minutos para levarem de vencida a dupla composta pelo britânico Colin Fleming e o filipino Treat Huey, jogadores especialistas na variante de pares. A dupla luso-argentina começou da melhor maneira o encontro ao vencer a primeira partida por 6-4. No entanto a dupla adversária reagiu e conseguiu igualar o jogo dos oitavos de final ao vencerem o segundo set por 6-3. Na última partida Sousa e Mayer voltaram a superiorizar-se e carimbaram a passagem aos quartos-de-final.

Na próxima ronda João Sousa e Leonard Mayer têm encontro garantido com uma dupla americana e com jogadores mais conhecidos do circuito ATP.

Publicidade

De um lado a dupla composta pelo veterano Sam Querrey e pelo fortíssimo serviço de Steve Johnsone do outro Michael Russel e Donal Young. O encontro dos quartos-de-final está marcado apenas para a próxima quarta-feira, dia 9.

Com a presença nos quartos-de-final do quadro de pares, João Sousa conseguiu ainda amealhar um prize money de cerca de 33.800 dólares, ou seja, cerca de 30 mil euros.