O surfista havaiano Garret McNamara enaltece as características das novas pranchas de cortiça colocadas à sua disposição. Equipamentos inovadores resultantes de uma parceria entre a Mercedes-Benz, que lidera o projecto MBoard, a Corticeira Amorim e a Surfing Professional Organisation (SPO). McNamara já recebeu duas daquelas pranchas que irá utilizar no Mercedes – AMG Red Chargers, o mais recente evento do surf mundial, que decorrerá na Nazaré até 29 de Fevereiro. O recordista mundial classifica aquela prancha como um “tapete mágico”.

Citado numa nota de imprensa, o surfista garante que aquelas pranchas de alto rendimento dispõem de um “stringer” - longarina que percorre toda a prancha do nariz à cauda – em cortiça, o que “permite uma maior funcionalidade e resistência da prancha”, como também “a flexibilidade para o surfista, atributos que garantem ao recordista suportar com segurança o impacto das tão famosas ondas gigantes da Nazaré.

Publicidade
Publicidade

Por outro lado, sublinha a importância do fabrico daquele equipamento em cortiça para o ambiente.

Características também enaltecidas por Hugo Cartaxana, fundador da SPO, designadamente no que diz respeito ao “peso, flexibilidade, resistência, capacidade de amortecimento e absorção de impacto das ondas”. Aquele “shaper” acredita que a cortiça vai, no futuro, ser um material “bastante procurado” para aquele tipo de pranchas.

Ao liderar o projecto MBoard, a Mercedes-Benz pretende concretizar o seu compromisso de fazer o melhor. Joerg Heinermann, CEO e presidente da Mercedes-Benz Portugal, considera “natural” que a marca se envolva no projecto de “desenvolvimento de pranchas com materiais sustentáveis”. Sobretudo, por se tratar de pranchas “resistentes, duráveis e altamente flexíveis para a prática do surf”.

Publicidade

A mesma nota de imprensa, sublinha, ainda, que a “grande novidade” são as novas pranchas de “remada” construídas com um “stringer” cem por cento em cortiça, substituindo os habituais feitos em madeira. O que torna a prancha “mais suave” e mais amigas do ambiente, uma vez que evita a destruição de árvores para usar a madeira no seu fabrico.  #Desportos Náuticos