Após vários meses de trabalho árduo e muita coragem, ontem, dia 13 de dezembro de 2015, foi inaugurada a primeira academia oficial de parkour e freerunning em Portugal, a "Spot Real". Ainda o relógio não tinha batido as 14 horas e já bastantes traceurs (praticantes de parkour e freerunning) estavam na Praça David Leandro da Silva, no bairro Poço do Bispo, em Lisboa, local onde está situada a academia "Spot Real". Quem esteve presente pode confirmar o sucesso da inauguração da academia, lugar dentro de portas que já há muito tempo que era pedido pelos traceurs portugueses.

Apesar de já haver um parque de parkour na Mealhada, a ideia da existência de uma academia oficial em Portugal sempre esteve presente na cabeça de muitos traceurs, e foi com essa ideia que Ângelo Morais, Hilário Freire, Nuno Santos e Ricardo Jorge, todos eles traceurs há muitos anos (Hilário Freire foi o primeiro traceur português conhecido) criaram o projeto "Spot Real".

Publicidade
Publicidade

Apercebendo-se da falta de um sítio seguro e com condições para a prática do parkour, estes quatro praticantes do desporto urbano, com a ajuda de crowdfunding, muito trabalho dos próprios e de outros praticantes, criaram a academia. Após quase um ano de trabalho árduo e angariação de fundos, muito pelo meio de crowdfunding, o projeto sai dos sonhos e torna-se real, torna-se a "Spot Real". A "Spot Real" conta com instrutores qualificados - Hilário esteve em França a aprender com o criador da modalidade e Ângelo, Nuno e Ricardo estiveram em Inglaterra a tirar um curso de formação de parkour - e com excelentes condições para qualquer pessoa poder treinar, ou até, quem sabe, iniciar-se na arte do parkour.

A inscrição tem o custo de 15€ e os preços vão desde 7,95€/8,95€ (bilhete diário de semana/fim-de-semana) a 44,95€ (um livre trânsito).

Publicidade

Para quem não sabe o que é o parkour e o freerunning:

O parkour é um desporto urbano relativamente recente. Data do final dos anos 80, desenvolvido na França por Raymond Belle, e mais tarde adaptado ao que conhecemos hoje pelo seu filho David Belle e a sua equipa. É uma atividade cujo princípio passa pelo praticante mover-se do sítio A para o sítio B, passando qualquer tipo de obstáculos, o mais rápido e eficientemente possível, desenvolvendo o corpo e a mente. Ao contrário do que se possa pensar, é uma atividade segura, não sendo registados muitos acidentes, desde que o praticante tenha bom-senso e responsabilidade. Em Portugal surgiu em séries televisivas, passando às ruas como uma moda. Da moda que surgiu, apenas alguns continuaram até hoje; já passaram cerca de 10 anos. Existem milhares de praticantes de parkour pelo mundo fora, que são chamados traceurs ou traceuses, no caso das mulheres. #Negócios #Desportos Radicais #Jovens