O piloto português Paulo Gonçalves está a fazer furor na edição de 2016 do Dakar. Ficou inicialmente reconhecido num momento de fair-play, quando parou para ajudar um colega de prova. Agora, e depois de estar durante algumas etapas na liderança, teve de abandonar a prova. Porém, a organização decidiu cancelar a segunda parte da etapa, o que volta a colocar o piloto português na luta pelo título.

No dia de ontem, 11 de Janeiro, decorria a oitava etapa da prova do rali Dakar, quando o piloto português, natural de Esposende, que representa a Honda, sofreu uma aparatosa queda, não conseguindo controlar a motorizada. Apesar da queda, Paulo Gonçalves não ficou ferido mas acabou por estragar o sistema de navegação da moto.

Publicidade
Publicidade

Já hoje, dia 12, os problemas foram mais graves. Pouco passava das 15 horas, em Portugal Continental, quando o diretor da equipa, Martino Bianchi, confirmou que o piloto iria abandonar a prova, dizendo que “um arbusto entrou no radiador da sua mota e partiu-o. Toda a água saiu e poucos quilómetros depois o Paulo teve de parar com o motor partido”, conforme escreve o jornal Público.

Contudo, o melhor ainda estava por vir. A organização da prova decidiu cancelar a segunda parte desta nona etapa de modo a evitar problemas nos motores como aconteceu em edições anteriores, devido às elevadas temperaturas. Por isso, Paulo Gonçalves está de volta à competição nesta quarta-feira.

No sábado, o motard português foi também notícia e por uma ação solidária. Paulo Gonçalves, que estava na altura na liderança da prova, parou para assistir o austríaco Matthias Walkner depois deste ter sofrido uma grave queda.

Publicidade

Perdeu cerca de 11 minutos mas a organização descontou este tempo por ter considerado a sua paragem um ato solidário. Nesse mesmo dia, o piloto de Esposende escrevia nas redes sociais que “não sou um herói, sou um ser humano com respeito pelos outros”, escreveu o Observador.

A liderança da prova está agora entregue ao australiano Toby Price, mas o português continua na luta pelo título. #Motociclismo