João Sousa carimbou esta quinta-feira de madrugada (21 de Janeiro), pelo segundo ano consecutivo, o passaporte para a terceira ronda do Open da Austrália. O 32.º cabeça de série do primeiro torneio do Grand Slam da temporada bateu o colombiano Santiago Giraldo, num encontro disputado em quatro sets. Na próxima ronda, o português volta a bater-se com o britânico Andy Murray, jogador que o eliminou na mesma ronda em 2015.

O número um português e actual número 33 do ranking ATP esteve novamente em grande forma no court em Melbourne. Precisou de quatro sets e duas horas e 36 minutos para vencer Santiago Giraldo, actual 70.º classificado do ranking mundial e antigo top-30, terminando a partida com os parciais de 6-3, 7-5, 3-6 e 6-1.

Publicidade
Publicidade

O vimaranense esteve novamente muito sólido nos seus jogos de serviço conseguindo vencer 81% dos pontos com a pancada de saque. João Sousa conseguiu a primeira vitória frente a Santiago Giraldo, que é também um dos seus melhores amigos no circuito profissional de #Ténis. Nas últimas três partidas, o português havia sido batido pelo colombiano.

João Sousa garantiu no court 6, com as bancadas cheias de adeptos portugueses a gritarem “Portugal, Portugal”, a sua terceira presença na terceira ronda de um Grand Slam. No entanto, no próximo encontro, o português terá um jogo bastante mais difícil, com a reedição do encontro da terceira ronda do ano passado frente ao número dois mundial e quatro vezes finalista em Melbourne, Andy Murray. O britânico está em grande forma e na segunda ronda do Open da Austrália bateu Sam Groth em apenas três sets, com os parciais 6-0, 6-4 e 6-1.

Publicidade

Ao atingir a terceira ronda, João Sousa iguala o recorde português de presenças nesta fase da competição em torneios do Grand Slam detido por Michelle Larcher de Brito, que conseguiu esse resultado em 2009 em Roland Garros e em Wimbledon em 2013 e 2014. Além das duas presenças na terceira ronda no Open da Austrália em 2015 e 2016, Sousa também alcançou essa ronda em 2013 no US Open.

Em termos de ranking ATP, João Sousa já garantiu a defesa dos pontos conquistados no ano passado no Open da Austrália o que lhe vai permitir pelo menos manter uma posição próxima da actual.