Um erro incrível da experiente Sara Moreira impediu o #Sporting de vencer o campeonato nacional de corta-mato. A atleta dominava a corrida desde meados da corrida mas festejou a vitória, uma volta antes do final. Um erro que deixou a atleta corada de vergonha e em lágrimas. Após ser avisada pelos comissários da prova de que ainda faltava uma volta para o final, a atleta desmanchou-se em lágrimas e não conseguiu terminar a corrida, que seria vencida por Salomé Rocha, do #Benfica. 

Terá sido um dos piores momentos da brilhante carreira de Sara Moreira, indiscutivelmente uma das melhores atletas portuguesas e uma das esperanças para os Jogos Olímpicos, do Rio de Janeiro, no próximo Verão.

Publicidade
Publicidade

A atleta era uma das mais fortes candidatas na prova, que decorreu em Albufeira. Com ambição, a atleta do Sporting tentava sagrar-se campeã nacional de corta-mato, pela primeira vez na carreira, numa equipa que partia desfalcada de Jéssica Augusto. A atleta de Braga foi baixa de última hora, por uma pequena lesão que estará relacionada com a recente maternidade. Jéssica esteve no Algarve, mas não arriscou competir, uma vez que estamos em ano olímpico. 

Sara Moreira carregava, então, as esperanças do Sporting frente a uma forte equipa do Benfica. A meio da corrida, a atleta conseguiu isolar-se mas festejou cedo demais. A uma volta do final, Sara levantou os braços e parou, julgando ter já terminado a prova. Mesmo avisada pelos comissários da prova, a atleta do Sporting já não teve forças anímicas para retomar a corrida.

Publicidade

Sara Moreira garantiu ter ouvido a sineta à entrada para a última volta (no caso, a penúltima da corrida), uma opinião negada, peremptoriamente, pelos juízes da corrida, garantindo que a sineta nem sequer estava levantada por essa altura. 

Com este erro de Sara Moreira, aproveitou o Benfica para fazer todo o pódio, vencendo confortavelmente, também por equipas. Salomé Rocha foi a vencedora da prova, fazendo o percurso em 34m10s, à frente da hexacampeã nacional em título, Dulce Félix (34m57s). Com a medalha de bronze, ficou mais uma benfiquista, Mónica Silva (35m14s).  #Atletismo