Após ter confessado ter violado o regulamento antidoping, Maria Sharapova vê agora alguns dos seus patrocinadores retirarem os contratos que mantinham com a tenista russa. O fabricante de relógios suíços TAG Heuer já tornou público que não vai renovar o contrato com Sharapova. Segundo o porta-voz da marca, apesar de o contrato com a tenista já ter terminado a 31 de dezembro de 2015, estariam a ser mantidos contactos para a renovação, mas devido aos mais recentes acontecimentos a marca optou por terminar qualquer tipo de negociação.

Publicidade

O mesmo aconteceu com a Nike; a marca de equipamento desportivo retirou qualquer tipo de patrocínio até à conclusão do processo.

Maria Sharapova veio a público confessar que tem vindo a violar o regulamento antidoping, tudo porque desde 2006, por causa de alguns problemas de saúde, nomeadamente a falta de magnésio e um historial familiar de diabetes, começou a ingerir uma medicação composta à base de Meldonium, substância essa que entrou este ano para a lista de substâncias proibidas nos regulamentos antidoping..

Publicidade

Apesar de afirmar não ter tido conhecimento destas alterações, a tenista russa de 28 anos foi controlada no dia 26 de Janeiro de 2016 no Open da Austrália e encontra-se suspensa das competições preventivamente desde 12 de março de 2016 até à data da conclusão do processo.

Sharapova afirma ter sido um enorme erro não ter confirmado a lista de substâncias proibidas. Afirmou em declarações à imprensa que a 22 de dezembro de 2015 recebeu uma carta com as actualizações que entrariam em vigor a partir de 1 de janeiro de 2016 e com um link onde os desportistas poderiam ver a lista de substâncias devidamente actualizada. Sharapova não confirmou essa lista, acabando por não saber que a substância presente na sua medicação (que já tomava há dez anos) era uma das alterações que viriam a entrar em vigor..

Publicidade

A tenista já veio a público assumir a sua responsabilidade pelo sucedido, afirmando que é obrigação do jogador saber se aquilo que ingere é ou não permitido. #Ténis