O dia 21 de outubro do Estoril Classic ficou marcado não só pelas corridas, mas também pelas sessões de qualificação para as mesmas. Na qualificação de F1 pós-1966, o britânico Nick Padmore ao volante do Shadow DN05 garantiu a pole com um tempo de 1:37.076, arrancou bem na corrida acabando mesmo por registar a volta mais rápida, mas acabou por não a terminar proporcionando a vitória ao Williams FW06 guiado pelo australiano Martin Bullock.

Na prova de #Fórmula 1 pré-1966, o espanhol Joaquín Folch-Rusinol ao volante de um Lotus 16 365 conseguiu a pole com um tempo de 1:57.921. O piloto espanhol terminaria a corrida em segundo lugar atrás do norte-americano James King que conduzia um Brabham BT7 e que registou também a volta mais rápida desta corrida com um tempo de 1:58.028.

Publicidade
Publicidade

No que diz respeito ao “FIA Lurani Trophy”, o italiano Manfredo Di Montelera com o seu Lotus 22 conquistou a pole com um tempo de 2:01.515 e acabou também por vencer a corrida onde registou a volta mais rápida com um tempo de 1:59.443. Di Montelera proporcionou com o seu compatriota Pierre Tonetti em Brabham BT6 um dos duelos mais espetaculares deste fim-de-semana.

No “Iberian Touring & GT Cars”, Mark Martin ao volante de um Ford Cortina garantiu a pole com um tempo de 2:16.736, mas a vitória na corrida iria sorrir ao português Miguel Ferreira e ao seu Ford Escort RS 1600. O piloto português garantiu também a volta mais rápida com um tempo de 2:09.862.

No “FIA Masters Historic Sports Cars” e no “Masters Three Hours” só se disputaram neste primeiro dia as qualificações. No “Masters Three Hours” o Lotus Elan 26R guiado por Graham Wilson e David Pittard garantiram a pole com um tempo de 2:01.596.

Publicidade

Já no “FIA Masters Historic Sports Cars”, P. Dutoya e L. Dutoya ao volante de um Elva MK8 conseguiram a pole com um tempo de 1:57.694. O segundo dia de competição ficou marcado por várias corridas. #Estoril Classic #Automobilismo