Em todos nós vive o sonho e a esperança mas não o Euromilhões, isto é um facto pelo menos para a maioria de nós. Vivemos na esperança de ganharmos o Euromilhões e consequentemente todos os sonhos que temos tornaram-se num só, o Euromilhões. Pela simples razão dele poder satisfazer todos os outros sonhos que se encontram em segundo plano.

Afinal de contas o Euromilhões é apenas a liberdade, a abertura da porta dos sonhos.

Mas será que o simples facto de jogarmos este jogo milionário influencia a nossa vida, mesmo que não ganhemos nada, nem para pagar um café?

A resposta é sim. Se pensarmos bem, o facto de jogarmos tem uma enorme influência no nosso estado de espírito.

Publicidade
Publicidade

Quando jogo não fico mais rico ou mais pobre, invisto apenas alguns euros; e o que são alguns euros? Não são nada comparado com o que se pode ganhar.

Emocionalmente, após jogar e até à hora do sorteio, o nosso corpo é alvo de uma satisfação indescritível, a esperança supera os medos, as angústias e todos os nosso receios, passamos algumas horas ou até dias a sonhar.

É uma sensação boa, sensação de dever cumprido, uma sensação de calma, entregando o destino à sorte. Por momentos estamos em paz com nós mesmos e somos pessoas diferentes, mais ativas, mais produtivas, mais felizes. Uma parte de nós encontra-se esquecida, todos aqueles problemas tornaram-se algo menor, sem importância.

Quando acordamos deste sonho e nos deparamos mais uma vez com a realidade de não termos ganho ficamos tristes; verificamos os números e ainda assim pensamos o quanto estivemos perto, pois há sempre um número ou dois que ficaram perto, ou então um número em que pensámos jogar e não jogámos.

Publicidade

Pensamos "estive perto, para próxima é que vai ser". E assim aos poucos aquela pequena chama de esperança começa novamente a alimentar o sonho de um dia podermos atingir a liberdade financeira para realizar todos os nossos sonhos presos ao Euromilhões.

A esperança, o estado emocional e o sonho têm um enorme poder na nossa vida, são capazes das maiores alegrias e das maiores tristezas, são eles que comandam a vida.

Um amigo uma vez disse-me: "Sei que nunca vou ganhar o Euromilhões, mas ajuda-me a viver." #Negócios