Alguma vez se perguntou como é que apenas um 1% da população Mundial controla mais de 50 % da riqueza mundial? Se tem grandes ambições financeiras ou apenas procura conseguir aumentar as suas poupanças é aconselhavel estudar estes passos:

Poupar

Antes de sequer sonhar em ser o próximo Américo Amorim, tem que aprender a relação entre dois conceitos financeiros fundamentais: Rendimento e Despesas. É o saldo entre estes dois elementos base que o definem financeiramente. Saber disciplinar os seus gastos, cortando em despesas não essenciais, é crucial para ter um saldo positivo. A #Educação financeira não faz parte do nosso currículo escolar e, como tal, muitos portugueses ignoram a importância de conseguir verdadeiramente poupar.

Publicidade
Publicidade

Uma forma de começar será debitar automaticamente 10% dos seus rendimentos mensais para uma conta poupança. Ainda que estas contas bancárias estejam associadas, na sua maioria, a baixas taxas de juro, garantem que o seu dinheiro está salvo de si mesmo e da tentação de o gastar. O objetivo a longo prazo será o de constantemente aumentar as suas poupanças mensais, passando de 10 % para 15 % e assim sucessivamente. A sua missão diária é a de procurar novas formas de reduzir o dinheiro que sai da sua carteira. Quando tiver dominado esta "arte" esquecida terá que encontrar formas de multiplicar as suas poupanças, e aqui entramos num campo totalmente diferente do anterior.

Investir

Quando se fala em investimentos associamos logo a risco e à terrível ideia de "apostarmos" o nosso capital em algo extremamente inseguro e suscetível, não só de perdermos o que investimos mas também o que não foi investido.

Publicidade

Confrontado com este tipo de perceção que muitas pessoas têm sobre investir Warren Buffet (o 3º homem mais rico do Mundo segundo a Forbes) respondeu : "Um investimento é uma operação financeira realizada após cuidadosa análise, que  garante segurança do capital investido e um retorno adequado. Qualquer ação que não cumpra com este requisitos é especulativa".

De fato, todo e qualquer investimento tem um risco associado. Contudo, em nada se compara com atividades altamente especulativas como apostar num casino ou fazer "investimentos" mal pensados e irresponsáveis. Cabe ao investidor estudar a relação entre risco e retorno, avaliando o seu investimento.

Mas então que formas existem para investir as suas poupanças ?

Activos financeiros

O mercado bolsista fez, ao longo dos anos, muitos milionários mas também arruinou fortunas que foram mal investidas. Sempre que se investe num produto financeiro, como ações, devemos ter em mente que estamos a comprar uma parte do negócio em questão.

Publicidade

Como tal, deve-se analisar profundamente os relatórios de contas anuais e estudar os produtos/serviços vendidos.

Mercado imobiliário

Esta é outra forma de investir capital. Ainda que o mercado imobiliário nacional não esteja nos melhores dias, a conjuntura atual proporciona oportunidades excelentes, sendo que é esperado que o retorno económico da zona Euro ocorra em breve e também é certo que a médio e longo prazo o preço das habitações dispare. Portanto, quer procure comprar uma casa para a vender, com mais valias a posteriori,  ou para arrendar, e conseguir daí ganhar rendimentos passivos, esta é uma altura indicada

Empreendedorismo

Trabalhar por conta própria, implementando uma ideia e criando uma empresa é sem dúvida um dos caminhos mais tortuosos para chegar aos seus objetivos financeiros. Terá que se confrontar com o descrédito de amigos e familiares, problemas legais, técnicos e até dificuldades em obter crédito para a sua Start Up. Contudo, é uma opção extremamente válida para perseguir os seus sonhos, promovendo o desenvolvimento económico e social no seu país.

Para terminar, lembre-se que é essencial refletir antes de qualquer investimento - nunca um investimento pode ser apressado - e de preferência invista a longo prazo. #Negócios