O acordo entre Galp Energia e a Eni permite a exploração de três concessões de hidrocarbonetos de 9.100 km2 da Bacia do Alentejo. O programa, que compreende as zonas designadas de Lavagante, Santola e Gamba, tem agendado para breve a perfuração de um poço. Os direitos de participação dos dois intervenientes dividem-se em 70% para a Eni e 30% para a Galp. O direito para a exploração data desde 2007.

"The agreement is part of Eni's strategy aimed at diversifying and expanding its exploration portfolio" de acordo com o comunicado da companhia de energia Eni. Após a saída da Petrobras do consórcio, a Eni entra na corrida para a partilha de risco nas atividades de exploração.

Publicidade
Publicidade

"O programa compreende a perfuração de um poço de exploração durante o próximo período extraordinário", acrescenta o documento enviado para a Comissão de Mercados de Valores Mobiliários, no passado dia 18 de Dezembro. A falta de qualificação internacional para operar em águas profundas fica assim ultrapassada com este novo parceiro. O grupo de empresas Galp tinha apenas qualificação para o desempenho de funções "em terra até 400 metros de profundidade de águas rasas".

O ano tem sido marcado por mudanças no campo energético pelo mundo inteiro, e Portugal não ficou de parte, e o reflexo disso traduz-se na economia. Nesse sentido a Galp e o Continente lançam o plano Energia3, uma oferta integrada de descontos em combustíveis, eletricidade e gás natural, aos quais o consumidor português poderá ter acesso.

Publicidade

"O novo plano Energia3 oferece descontos até 50% [caso o cliente corresponda aos requisitos impostos], nos termos fixos da eletricidade e do gás natural, de 10% na aquisição de gás garrafa e de 12 cêntimos em cada litro de combustível. O valor dos descontos é acumulado no Cartão Continente e as condições são válidas apenas para adesões efectuadas no território de Portugal Continental até ao dia 28 de Fevereiro de 2015", refere o comunicado da gasolineira.

A redução nos combustíveis, visível nos postos de abastecimento, permite ao automobilista uma poupança de 6,5 cêntimos por litro e 5,1 cêntimos por litro no gasóleo até ao final do ano, no entanto essa tendência para 2015 mantém-se uma incógnita uma vez que entram em vigor as novas medidas da fiscalidade verde. #Negócios #Ambiente