Foi dado o tiro de partida para a aquisição do Novo Banco, resultante da divisão dos ativos não tóxicos do BES. Algumas entidades já haviam declarado algum interesse na aquisição do Novo Banco, mas ao que parece o Grupo chinês da Fosun está com uma ligeira vantagem. Os #Bancos BPI e Santander também já tinham manifestado interesse em englobar os ativos do Novo Banco nas suas carteiras e devem juntar-se à Fosun na corrida. Estima-se que serão necessários 4,9 mil milhões de euros, valor que foi injetado pelo fundo de resolução, para concluir a compra. A Fosun declarou que irá apresentar uma proposta que irá rondar os 3,5 mil milhões de euros, faltando saber até onde estão dispostos a ir os Bancos BPI e Santander.

Publicidade
Publicidade

O grupo chinês da Fosun mostrou-se, desde cedo, interessado em adquirir os ativos financeiros do Novo Banco. A aposta no mercado português já se tinha iniciado com a aquisição da maior seguradora nacional, a Fidelidade. Após esta aquisição concluída, utilizaram a própria seguradora para a compra da Espírito Santo Saúde e agora preparam-se para atacar em força a compra dos ativos financeiros do Novo Banco. No entanto o valor que tem vindo a ser avançado não está ainda dentro do pretendido pelo fundo de resolução, pois está abaixo do valor que foi injetado.

Foi também revelado recentemente que o Novo Banco detém 18% da quota de mercado em Portugal e que, neste momento, é a terceira maior instituição financeira com cerca de 72,5 mil milhões em ativos, estando apenas atrás da Caixa Geral de Depósitos e do Millennium BCP.

Publicidade

O Novo Banco declarou que após a sua criação ficou a contar com 631 agências e 21 unidades de private Banking. De ressalvar a importância destes números agora apresentados, uma vez que em Agosto, após ter sido feito o primeiro balanço, o Banco em questão havia declarado uma perda de sensivelmente 5.108 milhões de euros em depósitos dos seus clientes.

Tendo por base todos os dados agora revelados, não é difícil perceber que a Fosun poderá ter mais oponentes para além dos já mencionados. Inclusivamente, a declaração de intenção de venda dos ativos financeiros do Novo Banco foi enviada para os mercados internacionais. É de prever que nos próximos dias venham a ser também divulgadas as intenções do Banco BPI, Santander, e eventualmente, algum outro investidor externo, que têm de efetuar a declaração de interesse até às 17h do dia 31 de Dezembro. Neste momento em vantagem está a Fosun que, se conseguir a aquisição do Novo Banco, passa a ser um dos maiores investidores estrangeiros em Portugal.