Até dia 1 de Março os visitantes da Bolsa de #Turismo de Lisboa (BTL), no Parque das Nações, que pretendam um planeamento das suas férias têm ao seu dispor 36 destinos internacionais, mais de 1000 empresas e entidades, nacionais e estrangeiras, muitas novidades e promoções. A abertura do certame, que estava previsto para as 14h00, contou com a presença da comitiva do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, mas as portas apenas abrem ao público em geral, a partir das 18h00 de dia 27, uma vez que os primeiros dias estão destinados aos profissionais do setor.

Se é profissional, o seu horário para amanhã é das 10h00 às 20h00 e os restantes dias, para o público, das 12h00 às 23h00, com exceção para o dia 27, que se realiza das 18h00 às 23h00.

Publicidade
Publicidade

Os preços diferem para os visitantes, com os profissionais a pagarem 10€, público em geral 5€ e estudantes, portadores de cartão-jovem, maiores de 65 anos e jovens dos 11 aos 14 anos a abrirem o cordão à bolsa no valor de 2,5€ para entrada no recinto.

Durante os restantes quatro dias existe a possibilidade de visita a uma área de 30.200 metros quadrados, na qual estão incluídos três pavilhões e o exterior. A descrição de cada um dos pavilhões indica uma panóplia de opções, onde o pavilhão número um disponibiliza as direções, entidades regionais e ilhas nacionais, o espaço dois municípios, hotelaria e serviços, enquanto a estrutura três acolhe os 36 destinos internacionais.

Este ano o Alentejo e o Ribatejo estão em destaque na BTL numa área de 1000 metros quadrados com provas, degustações de produtos, serviços, manifestações culturais, reuniões, guias, brochuras e desfile de Cante Alentejano com o objetivo de "surpreender e conquistar os habitantes e visitantes".

Publicidade

O jornal New York Times apontou a zona como destino turístico, mas o reconhecimento não ficou só por aqui e os cantares do Alentejo acabaram classificados como Património Cultural e Imaterial da Humanidade, entrando para história. Porém, Portugal não é só região interior, com o norte do país a querer destacar-se nos eventos desportivos e a Sul a opção a recair na divulgação da gastronomia.

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal associa-se às entidades regionais presentes no Parque das Nações, segundo comunicado, com uma participação inédita em cinco stands do pavilhão 1 (Porto e Norte de Portugal, Centro, Alentejo e Ribatejo, Lisboa e Vale do Tejo e Algarve). Esta entidade terá animadores a interagir com empresários para mostra dos seus serviços e os seus associados têm entrada gratuita garantida e acompanhamento especializado. 

A oferta é muita, dentro e fora de portas, em Portugal ou além fronteiras, nesta iniciativa promovida pela Fundação AIP - Feiras Congressos e Eventos, e podem encontrar também entre os expositores o Turismo de Macau, a Rede das Aldeias do Xisto e Santiago do Cacém.