Foi apresentada na tarde da passada terça-feira (24 de fevereiro) pelo presidente do Banco Central Europeu, a nova nota de 20 euros. A nota é a terceira da série "Europa" a ser posta em circulação. Terá também um elemento inovador de segurança. O objetivo será evitar falsificações.

"As notas que usamos todos os dias são os símbolos mais tangíveis da União Europeia, servem para recordar que essa integração continua", afirmou Mario Draghi na conferência de imprensa.

Para além de um design modificado, a nova nota irá introduzir quatro novos elementos de segurança e, segundo o presidente do BCE "(…) uma verdadeira inovação na tecnologia bancária!".

Publicidade
Publicidade

São eles uma "janela com retrato", holograma com retrato, número esmeralda e marca de água com retrato. Com a assinatura de Mario Draghi, quando colocada em contraluz, na nota torna-se possível visualizar a figura mitológica "Europa" nessa janela. O objetivo da nova nota passa por dificultar a contrafação e, simultaneamente, facilitar a sua deteção. Segundo dados do Banco de Portugal, a nota de 20 euros é umas das mais falsificadas, tendo sido detetado um total de 4818 notas contrafeitas no primeiro trimestre de 2014, só em Portugal.

Até outubro deste ano serão disponibilizados exemplares das novas notas de 20 euros a fabricantes e fornecedores. Para além disso, o Banco Central Europeu irá apoiar os produtores na adaptação das máquinas e dispositivos de autenticação. Segundo Yves Mersch, membro da Comissão Executiva do banco, "o BCE e os bancos centrais nacionais dos países da área do euro aguardam com expectativa a estreita colaboração com os fabricantes, fornecedores, operadores e proprietários de equipamento de notas.

Publicidade

Com efeito, são eles que preparam as respetivas máquinas e dispositivos para aceitarem a nova nota antes da sua entrada em circulação". A previsão aponta para que, só este ano, a França, Alemanha e a Itália emitam cerca de 1.700.000.000 destas notas.

A nova nota irá ser posta em circulação na Europa e no mundo no dia 25 de novembro deste ano. Depois da adoção e circulação das novas notas de 20 euros, seguir-se-ão as de 50, 100, 200 e 500 euros.