Muito se tem falado que quando uma pessoa é despedida e se vê de frente ao #Desemprego, uma nova oportunidade pode surgir e, quiçá, mudar a sua vida para sempre! A verdade é que muitas ideias e oportunidades de negócio surgem nesta altura! Sempre sonhou ter o seu próprio negócio só que preferiu ter o garantido em vez de arriscar? Pois bem, muitos têm sido os novos negócios e empresas que têm surgido no nosso país lançadas por profissionais que se viram de mãos dadas com as taxas de desemprego nacionais.

Actualmente, o governo tem colocado ao dispor dos desempregados alguns apoios, que podem ser consultados e dos quais se pode obter mais informações através do Centro de emprego, ou na página de internet do mesmo, como é o caso do programa Investe Jovem.

Publicidade
Publicidade

Mas, vamos falar de um caso de sucesso: um professor desempregado (dos muitos que existem no nosso país) que cria um novo gin. Sim, um gin! Apesar do projecto ter surgido e ter sido falado no passado, agora temos mais dados sobre o mesmo. A história, é mais uma história de desemprego que afectou um professor, a diferença está no "Empreendedor" que o mesmo foi. Ou seja, ficou desempregado mas não ficou de portas fechadas, e eis que lança um gin "lentamente" destilado "made in Alentejo", mais concretamente Reguengos de Monsaraz (Évora). O gin é uma bebida já antiga mas que cada vez está a ser mais consumida.

Inicialmente o professor/empreendedor começou a produzir cerca de 150 garrafas por semana, sendo que após entrar no mercado em Abril de 2014, passou a cerca de 500 garrafas por semana, e hoje o "Sharish Gin" (nome/marca) está a fazer sucesso.

Publicidade

Actualmente, este gin já está no mercado além fronteiras, sendo comercializado em alguns países como Espanha, Suíça, Brasil e Angola, entre outros, e a sua produção têm aumentado bastante.

Aqui está um caso, de como o desemprego não é apenas negativo mas sim, muitas vezes, uma oportunidade de mudar de vida! Este é um caso de sucesso mas, se formos analisar e pesquisar, muitos outros têm surgido no nosso país. Haja empreendedores!