O grupo vulgarmente chamado "Os Mosqueteiros", prevê que nos próximos 5 anos consiga expandir o seu negócio em Portugal. Está em projecto a abertura de mais 63 lojas Intermarché e 90 postos de combustível. O objectivo será passar das 299 lojas que existem actualmente para 405, mas o grupo não se fica por aqui. O investimento será para espaços de hipermercados com os serviços equiparados já conhecidos, para a loja de bricolage (Bricomarché) e para os postos de assistência automóvel (Roady). O investimento previsto são 280 milhões de euros, que serão utilizados de forma partilhada com empresários investidores que queiram aderir ao sistema de franquias em que funciona habitualmente a empresa-mãe de origem francesa.

O administrador português do grupo "Os Mosqueteiros" explicou hoje que a empresa funciona com base numa "franquia participativa", ou seja qualquer um dos proprietários de lojas aderentes passa a fazer parte das decisões do grupo, não havendo quaisquer alterações gerais a ser efectuadas sem que haja conhecimento de todos. Este plano de expansão é considerado pelo gestor português como bastante ambicioso; mas com este regime mais participativo espera conseguir atrair a atenção de novos empresários, interessados num investimento em nome individual (que pretendam ter a sua própria loja) ou expandir o negócio já existente (aumentar o número de lojas).

Para além dos empresários que já mostraram o seu interesse ao grupo, alguns emigrantes portugueses, que actualmente vivem em França, estão também interessados neste investimento. A abertura dos novos espaços também visa a criação de pelo menos novos 3400 postos de trabalho. O grupo pretende ainda, com esta expansão, abrir um novo conceito de loja, que até ao momento ainda não foi revelado. A nova loja será um espaço inovador e será agregada ao conjunto de lojas já conhecido como Inter-Brico-Roady. O grupo "Os Mosqueteiros", para além de estar localizado em Portugal e França, também está na Polónia, Bélgica e Sérvia. No total são 3500 lojas e 14500 postos de trabalho em toda a Europa. #Negócios