Os êxitos de exploração da petrolífera Repsol ao longo de 2014 catapultaram a empresa para um cenário de lucro e melhoria, contrariando as tendências do mercado e os percalços das suas próprias operações em todo o mundo. Os valores falam por si. A empresa revela ganhos na ordem dos 1612 milhões de euros, traduzidos por uma melhoria de 27%, apesar da queda do preço do crude em 48% e da paragem dos trabalhos na Líbia, que estiveram na origem dos 606 milhões de euros negativos no resultado líquido.

Os resultados agora divulgados são animadores para a Repsol, sobretudo comparativamente com o ano anterior, uma vez que se verificou um aumento de cerca de 27%.

Publicidade
Publicidade

O exercício da empresa em 2013 chegou aos 195 milhões de euros. O historial do ano transato ficou marcado por 12 descobertas, em países como o Brasil, Rússia e EUA, pelo aumento das reservas de hidrocarbonetos, numa taxa de substituição que ronda os 118% e pela alienação da YPF e consequente aquisição da Talismã Energy, o que permitiu melhorias no modelo de negócio da petrolífera.

O negócio da Talisman Energy, aprovado e votado em conselho de administração, faz parte dos objetivos para a duplicação dos resultados no que concerne ao campo da exploração e produção. Esta medida surgiu como um reforço nesta área. No plano estratégico, e de acordo com um comunicado da empresa, as perspectivas previstas até 2016, passam por uma taxa de crescimento superior a 7%, uma produção no valor de 500.000 bep/dia, com uma taxa de substituição das suas reservas superior a 120% e investimento líquido de 2.950 milhões de euros ao ano.

Publicidade

A companhia está presente em mais de 50 países.

Em Portugal, conforme noticiado anteriormente, um questionário da Consumer Choice, feito a 70.000 consumidores, elegeu-a a "Escolha do Consumidor" na Categoria de Postos de Abastecimento; uma distinção dada pelo bom funcionamento, atendimento, simpatia e qualidade dos serviços prestados aos automobilistas. Em Espanha a Repsol disponibilizou nas suas estações de combustíveis que "aumentam o rendimento do motor". #Negócios