Os trabalhadores da PT mantêm a preocupação com eventuais despedimentos e Jorge Félix, pertencente aos Sindicatos de Trabalhadores da PT, em entrevista, disse que existe o desejo por parte dos funcionários de saber como é que as saídas serão geridas e efetuadas, seja de que área for. Por outro lado, Francisco Gonçalves, da Comissão dos trabalhadores da PT, anunciou que mais importante do que as palavras são, efetivamente, os compromissos. Neste sentido, é da opinião que seria uma mais-valia que a PT elaborasse um compromisso escrito, com eficácia jurídica, que garantisse o futuro dos postos de trabalho e que garantisse o modelo social da empresa.

Publicidade
Publicidade

O anúncio da venda da Cabovisão já era esperado, pelo que não surpreende ao Sindicato de Trabalhadores que isso seja feito. Inclusive, o Sindicato admite que esta ação lhes agrada porque, nas palavras de Jorge Félix, isso evitará que a própria PT Portugal saia prejudicada, visto que os seus ativos não serão vendidos. Jorge Félix anunciou que, se essa situação se verificar, aquilo que é hoje a PT Portugal, em termos organizativos e de ativos, manter-se-á preservado, o que é fundamental para os trabalhadores.

Francisco Golçalves diz ser óbvio que a Altice veja a compra da PT Portugal como uma das compras mais importantes de sempre, tendo em conta que esta última é uma empresa líder no serviço de telecomunicações de Portugal, que atua há mais de cento e vinte anos e é a preferida dos portugueses.

Publicidade

Contudo, refere que é evidente que há medidas que foram adotadas noutros locais que não serão possíveis de entrar em vigor em Portugal, tendo em conta a suas especificidades.

A Altice já referiu que haverá um ajustamento dos custos de estrutura, contudo, ainda guarda grandes reservas quanto ao futuro. A isto Francisco Gonçalves responde que o mais importante é que sejam encontradas as soluções que melhor servem os interesses dos trabalhadores. Na passada quinta-feira, o sindicato dos trabalhadores da PT reuniu com o Presidente da Altice, em Lisboa, não se sabendo ainda muitos pormenores. #Negócios