Uma gestora de fundos dos EUA comprou por 200 milhões de euros os ativos imobiliários do resort algarvio de Vilamoura. Com este negócio os espanhóis do Catalunya Banc venderam o empreendimento por quase metade do valor que compraram há onze anos ao empresário de turismo André Jordan. Segundo o Diário de Notícias, o montante que os norte-americanos pagaram representa um terço do valor que teria sido pago se o negócio fosse feito há cinco anos atrás, altura em que a crise económica ainda não tinha colocado os pés em Portugal.

O antigo proprietário do resort de luxo do Algarve, André Jordan, classificou o negócio como positivo, referindo que a venda não foi concretizada antes porque não havia comprador. "É um sinal muito positivo. Penso que o investimento representa um sinal de confiança de um dos grandes fundos americanos", sublinhou, acrescentando que não se trata da compra de vistos Gold, mas de terrenos para investimento futuro. "É um factor estimulante para o mercado, gera confiança nos investidores e nos próprios compradores. Isso aconteceu com os nossos investimentos no mercado", lembrou. #Negócios