Será o terceiro avião da EasyJet que, a partir do mês de Abril, vai estar em permanência no aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto. A companhia aérea britânica quer injectar 75 milhões de euros na base da cidade Invicta com o objectivo de aumentar o número de frequências e criar uma nova rota, com destino ao Funchal. No entanto, a companhia de baixo custo anunciou a intenção de lançar mais duas rotas: Lisboa-Nantes, que deve começar em meados de Abril, e ainda Faro-Lyon, rota programada para o mês de Maio. 

Publicidade

O A-320 será o elo de ligação entre o continente e a Madeira que, no próximo ano, verá reforçadas as ligações.

Publicidade

Ao todo, a EsayJet quer quatro ligações semanais diretas entre o Porto e o Funchal e, caso seja possível, reforçar ainda mais a frequência com que a companhia viaja para a Madeira. Este esforço financeiro vai implicar a criação de 40 postos de trabalho diretos, entre pilotos e pessoal de cabine, ao mesmo tempo que abre espaço à entrada de pessoal que opera em terra. O objectivo é claro: potenciar a companhia no nosso país, apontando para um crescimento de 14% em 2016. Traduzido em números, a EasyJet quer transportar cinco milhões de passageiros no próximo ano. 

Aeroporto da Portela debaixo de polémica

A entidade que gere os aeroportos nacionais quer transferir a pista transversal da Portela para uma base no Montijo. Segundo os responsáveis do projecto, elaborado pela Vinci/ANA, a pista não é muito utilizada e vai permitir ganhar espaço no aeroporto de Lisboa, quer com o aumento do terminal, quer com o estacionamento dos aviões.

Publicidade

A EasyJet aproveitou o lançamento das novas rotas para se mostrar inflexível quanto a uma proposta de transferência. "Está no ADN da Easyjet, desde a sua criação, voar para os aeroportos principais", explicou o diretor comercial da companhia em Portugal, José Lopes. Em conferência de imprensa, o mesmo responsável garantiu que a EasyJet quer fazer parte das negociações sobre o futuro do aeroporto da Portela, uma vez que o mercado português é um dos principais da companhia aérea britânica.  #Negócios #Turismo #Recrutamento