Está oficialmente em circulação desde esta quarta-feira, dia 25 de novembro, a nova nota de 20 euros, tanto em Portugal, como nos restantes dezoito países da denominada área do #Euro. Trata-se da terceira nota da série "Europa", depois da chegada das novas versões das notas de 5 (em maio de 2013) e 10 euros (em setembro de 2014). Em relação à homóloga da série inicial, a nova nota de 20 euros é bastante semelhante em termos visuais, mantendo a cor dominante, o azul, e as dimensões, 133 por 72 milímetros. As principais diferenças verificam-se ao nível da segurança, sendo, por isso, a nova nota mais resistente à contrafação, representando "uma inovação tecnológica a nível da produção e da segurança de notas", como explica o Banco de Portugal em comunicado oficial..

Publicidade

Publicidade

Tal como as novas notas de 5 e 10 euros, a de 20 terá um número esmeralda e uma "janela com retrato" no seu holograma. Assim, quando observada contra a luz, a janela torna-se transparente e mostra o retrato da figura mitológica grega "Europa", visível tanto na frente, como no verso da nota.

João Amaral Tomaz, administrador do Banco de Portugal, aproveitou a apresentação da nova nota para garantir, como já seria de esperar, que ninguém terá de trocar as suas atuais notas de 20 euros, até porque a antiga nota continuará em circulação e "ninguém está mandatado para recolher notas". Quem, mesmo assim, preferir fazê-lo, terá de se dirigir ao balcão de um banco ou à tesouraria do próprio Banco de Portugal..

Publicidade

De salientar que a nota de 20 euros é a mais utilizada em Portugal e uma das que tem mais expressão nos restantes países que utilizam a moeda europeia comum. Para o lançamento desta nova série foram produzidas aproximadamente 4,3 mil milhões de notas nos mais diversos países da área do euro, 44 milhões das quais pela Valora, empresa que tem a totalidade dos seus direitos detida pelo Banco de Portugal.

Apesar do reduzido número de contrafações apreendidas em Portugal desde que o nosso país começou a utilizar o euro, a GNR já registou vários casos de "burlas avultadas" envolvendo a nova nota de 20 euros nos últimos meses, reporta o "Diário de Notícias". As perdas registadas rondarão os 4 mil euros, estando os suspeitos ainda por deter.