Um exercício da disciplina de Físico-Química está a gerar alguma controvérsia nas redes sociais e não pelas melhores razões. Em causa está a resolução de um problema que envolve um gato e uma queda de uma altura de cinco metros. Será que todos são capazes de o resolver?

O caderno de actividades que se dá a conhecer pelo nome Zoom, destinado à disciplina de Físico-Química, e da responsabilidade da Editora Areal, apresenta na página 30 o seguinte exercício: "O Diogo largou um gato da varanda do seu quarto, situada a cinco metros do solo". A partir daqui o enunciado pede aos alunos que determinem "qual a intensidade da força aplicada ao gato durante a queda". Pois bem, o exercício divulgou-se rapidamente pela internet, gerando uma onda de revolta contra a editora e os quatro responsáveis que o produziram, Cláudia Simões, Manuela Ribeiro, António José Silva e Fernanda Resende.

O manual, destinado a crianças do 9º ano, e que foi somente distribuído aos professores, deveria começar a ser comercializado a partir de Agosto, tendo em vista o próximo ano lectivo. Contudo, um dos responsáveis da editora fez já saber que "este exercício não vai constar da versão destinada aos alunos". Também a própria editora emitiu já um comunicado, transcrito na sua página de Facebook, onde se desculpou pelo sucedido e assegurou que "é um exemplo infeliz, que em nada se coaduna com a nossa postura". No mesmo post a Areal adianta ainda que todo o ser humano erra e que o importante "é que o erro cometido possa contribuir para melhorar tudo o que fazemos".

Como era de se esperar, as críticas não se fizeram esperar, sendo que o humorista Ricardo Araújo Pereira usou da sua originalidade para parodiar a situação na sua rubrica matinal Mixórdia de Temáticas, da Rádio Comercial. O comediante ironizou o assunto, assegurando que este tipo de exercícios é destinado a um público-alvo, os alunos "mitras". Durante a sua intervenção deu ainda outros exemplos de problemas em que utilizou os mais impensáveis enunciados. #Educação #Livros