O Fórum Económico Mundial divulgou na sua página oficial o “ranking” dos 10 maiores empregadores do mundo durante o ano que agora findou, o de 2015, com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América a liderar a classificação com um total de 3,2 milhões de trabalhadores. Na segunda posição surge o Exército de Libertação do Povo, da China, que emprega 2,3 milhões de cidadãos, enquanto a fechar o pódio encontra-se a multinacional Walmart, que vende vários artigos de alta qualidade a preços bastante reduzidos e é responsável por 2,1 milhões de pessoas.

O McDonald’s, que representa a maior cadeia mundial de restaurantes de “fast food” de hambúrguer, segue no quarto lugar com um total de 1,9 milhões de trabalhadores, incluindo os estabelecimentos de franchising.

Publicidade
Publicidade

Sem estes, o número cairia para os 420 mil trabalhadores, o que faria com que esta empresa mundialmente conhecida saísse do “ranking” do Fórum Económico Mundial.

Quinto posto para o Serviço Nacional de Saúde Britânico, que possui 1,7 milhões de funcionários, tendo atrás de si dois gigantes do continente asiático, mais precisamente a petrolífera China National Petroleum Corporation (CNPC) e a Companhia Nacional da Rede Elétrica da China, com 1,6 e 1,5 milhões de pessoas, respectivamente.

A Índia ocupa o oitavo e nono lugares deste “ranking”, nomeadamente os caminhos-de-ferro indianos com 1,4 milhões de trabalhadores e as forças armadas indianas com menos 100 mil pessoas face ao seu mais directo adversário, ou seja, com 1,3 milhões de cidadãos.

A fechar a classificação dos 10 maiores empregadores do mundo no ano transacto surge a Hon Hai Precision Factory, que é a maior fabricante de componentes electrónicos e de computadores no mundo, mais conhecida por Foxconn, com 1,2 milhões de empregados, sendo estes já referenciados algumas vezes na imprensa devido às condições laborais a que estão sujeitos dentro da empresa sedeada em Taiwan.

Publicidade

Este “ranking” totaliza 18,2 milhões de trabalhadores, ou seja, uma grande fatia da classe trabalhadora nas empresas existentes em todo o mundo. #Negócios