Todos nos queixamos: a vida corre mal, o emprego corre mal, as relações correm mal, os amigos deixam-nos mal... Mas, e se estiver nas nossas mãos inverter tudo isso? Não somos omnipotentes, mas somos seres humanos. Logo, temos uma consciência e vontade, bastando orientá-las na direcção correcta:

1 - Organize a sua situação financeira: o salário dividido assim que se recebe é um passo fundamental para se sentir equilibrado, com a sensação de que tem tudo organizado.

2 - Tire um fim de dia, por semana, para falar com aquela pessoa que não vê há séculos (até pode ser por internet ou chamada telefónica, mas encontros pessoais recomendam-se!).

Publicidade
Publicidade

3 - Tire um dia de folga para se desligar de tudo (incluindo o smartphone ou dumm-phone) e vá passear a pé ou de bicicleta ou comboio e sorria... obrigue-se a sorrir! ...Dói um bocado, mas só ao início.

4 - Ainda no passeio, diga "Obrigado", "Com licença" ou "Por favor" quando o momento se proporcionar, num encontro que possa ter com outro ser humano (sim, porque eles existem).

5 - Pense positivo, porque já se viu que pensar negativo não muda nada. Variemos os hábitos, pois então. Já ouviu falar no efeito bola de neve...?

6 - Ouça música e faça exercício. Não estou a dizer que entre num sistema diabólico de emagrecimento ou P90X... mas, sim, que descontraia.

7 - Lembra-se do ponto em que devia dividir o salário? Ora bem, uma percentagem - que até nem precisa de ser muito grande - vai para um mimo a si próprio (um jantar fora, uma massagem, um passeio fora dos circuitos rotineiros...).

Publicidade

8 - Escreva uma carta a alguém que esteja no estrangeiro ou longe. Vai fazê-lo sorrir por já não saber escrever uma carta e por achar tolo... mas vai fazer sorrir ainda mais a outra pessoa que, ao receber a carta, vai ficar com os olhos a brilhar por ser algo tão raro e especial.

9 - Sempre que pensar dizer a palavra "não", arranje três formas de dizer essa mesma coisa, mas sem a dita palavra.

10 - Perceba onde está e qual é a sua situação actual. Só depois tente perceber onde quer chegar! É a única forma de ser bem sucedido: nenhum GPS começa por dizer qual é o destino, começa sim por localizar os satélites para saber onde está e se orientar.

Faça o mesmo, localize os seus satélites e force o seu caminho à felicidade.

Poderá não enriquecer financeiramente, mas pelo menos será uma pessoa mais rica em capacidade e convicção, segura de si própria. E é isso que atrai as sensações boas da vida.