Parece que nos dias de hoje, a violência doméstica é uma moda que todos pretendem seguir. Por muito que tente entender, que dê voltas à cabeça, nunca encontro uma boa resposta. Basta ir a um café, que já se ouve "O marido de uma mulher matou-a à facada". São cada vez mais os casos em Portugal de violência doméstica, e os motivos são sempre variáveis.

Mas, serão esses motivos mais importantes que a própria #Família? Os agressores, normalmente fingem amar, mesmo que em outros tempos tenham amado, o amor desgastou-se de tal maneira que neles só existe a raiva. Aqui na minha terra, tem havido muitos casos de violência doméstica e cada um pior que o outro.

Publicidade
Publicidade

A única coisa que consigo pensar, é... porquê? Porquê é que isto acontece pelo mundo todo? Será que aquelas mulheres que sofrem, não são boas mulheres? Boas mães? Ou será que apenas são os próprios agressores, que não são bons homens nem mesmo bons pais?

As questões são imensas, mas não existem respostas concretas, apenas existem algumas certezas: Um homem que se quer chamar de HOMEM DE VERDADE, jamais agride uma mulher, muito menos a mãe dos seus filhos, e ainda mais aquela mulher que o agressor afirma que sempre amou e sempre vai amar. Já imaginaram o que é um homem bater numa mulher e o filho/filha assistir a tudo? Já pensaram no trauma que aquela pequena criança irá ter para o resto da vida? Quem é a criança que quer que o pai seja "mau"? Que quer ver a mãe a chorar todos os dias porque não se consegue livrar daquele homem? Nenhuma, certamente.

E a culpa de tudo isto acontecer, é da sociedade que se deixa iludir pelo que os outros fazem só por brincadeira. Apoiem as mulheres vítimas de violência, mais que ninguém, elas precisam de forças principalmente para sobreviver. Ajudar é um sentimento que toda a gente conhece mas que poucos sabem o seu significado. Espero que, juntos, todos consigamos ajudar as vítimas, que elas arranjem as forças necessárias para conseguirem denunciar o seu agressor. Juntos, não podemos deixar que a violência continue a matar milhares de mulheres indefesas.







#Justiça